domingo, 31 de outubro de 2010

Parque Nacional Serra da Capivara (PI) ganha festival de cultura patrocinado pela Oi

Durante os dias 14, 15 e 16 de novembro o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, ganhará novas cores e será iluminado pelo I Festival de Cultura Acordais, um evento que pretende incentivar os movimentos culturais da região, fazendo o intercâmbio com atrações de diversas partes do Brasil.

Organizado pela Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), com a direção da pesquisadora Niéde Guidon, através da Lei de Incentivo Estadual à Cultura, em parceria com a empresa de telefonia Oi e o apoio cultural da Oi Futuro, o I Festival Cultural Acordais contará com espetáculos que valorizam a estética e a linguagem artística tradicional.

Entre as propostas do Festival está o desenvolvimento econômico da região, através do turismo cultural aliado ao Ecoturismo já existente, e se tornar um marco na agenda cultural do Nordeste. "Renomados artistas de outras regiões prestigiarão o evento criando um rico intercâmbio cultural", acredita a coordenação do Festival.

O projeto foi idealizado após um longo intervalo das três edições do famoso Festival Internacional Interartes, paralisado por falta de recursos. Os espetáculos acontecerão diariamente no começo da noite no Anfiteatro da Pedra Furada, um dos lugares mais bonitos e impressionantes da Serra da Capivara. A entrada será gratuita.

Teatro
Entre os destaques está a apresentação da peça de teatro 'Café com Torradas', encenada pelo ator da TV Globo, Marcelo Airoldi, que interpretou o Gustavo na novela Viver a Vida.

O ator, autor, diretor e professor de teatro que já esteve no Parque Nacional Serra da Capivara participando das gravações do filme "Onde está a Felicidade?" de Bruna Lombardi, voltará agora ao Piauí para encenar duas peças teatrais que recentemente estavam em cartaz em São Paulo.

Dança
O céu estrelado da Serra da Capivara também iluminará um sensacional espetáculo de dança num cenário tecnológico que mistura água, terra, fogo e ar sob o ritmo da música e da projeção de imagens. Estrelado pela paranaense Silvia Wy'a Poty, dançarina especializada em psicologia do corpo e membro do conselho internacional de dança da Unesco, esse espetáculo emociona quem assiste.

Histórias
Carlos Daitschman, reconhecido contador de histórias que junto aos alunos do projeto Pro-arte, da Fundação Museu do Homem Americano, apresentará contos indígenas selecionados pela etnóloga paulista, Vilma Chiara.

Música
Representando o homem sertanejo e sua cultura, o I Festival Cultural Acordais traz as apresentações dos grupos de cultura popular Afro Vermelho e Auto do Boi de Reis. Na área musical Sandrinho do Acordeom, Bruno da Rabeca e Julimar do Pife mostram a influência do sertão. O evento resgata a cantoria de viola dos emboladores Paulo Dias e Zé Domingos e apresenta as danças tradicionais da região com a presença do Arraiá do Velho Galo e as cores do reisado Cigano Novo Zabelê. Para finalizar, os saltos da capoeira através do Grupo Raízes do Brasil mostram a influência africana em nossa cultura.

fonte:http://gastronomiaenegocios.uol.com.br/home/turismo/ver/320/parque-nacional-serra-da-capivara-ganha-festival-de-cultura-patrocinado-pela-oi

Ismailon Moraes

sábado, 30 de outubro de 2010

Submarino Viagens oferece passagens para os EUA a partir de US$649

Até a próxima terça-feira, dia 2, o Submarino Viagens oferta em seu site uma promoção relâmpago de passagens aéreas para destinos internacionais, entre eles os Estados Unidos, em que a viagem sai a partir de US$649.

Quem aproveitar a promoção pode visitar Nova York, Miami ou Cidade do México a partir de US$649. Pode-se viajar para Aruba ou Curaçao a partir de US$599 e para Bogotá a partir de US$509. Todas as ofertas podem ser parceladas em até 10 vezes sem juros.

A promoção é válida para embarques em São Paulo e no Rio de Janeiro para viagens realizadas a partir do dia 16 de novembro e com retorno até o dia 10 de dezembro de 2010. A estadia mínima é de três dias no destino desejado.

Serviço
Site: http://www.submarinoviagens.com.br/avianca.aspx

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/flashnews/36429-submarino-viagens-oferece-passagens-para-os-eua-a-partir-de-us649.html

Ismailon Moraes

Copa Airlines oferecerá mais voos para a República Dominicana

A República Dominicana vai entrar de vez no mapa de viagens dos brasileiros. A partir de 15 de dezembro, a Copa Airlines amplia de três para cinco as conexões para a capital Santo Domingo. Dois dias depois, é a vez do balneário de Punta Cana ganhar mais dois voos a partir do Hub das Américas da Cidade do Panamá. As novas freqüências beneficiam diretamente os passageiros de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Santo Domingo, capital do país e primeira cidade fundada no "Novo Mundo" da América, aguarda os visitantes que desejam conhecer suas relíquias arquitetônicas e suas praias de mar azul. Já Punta Cana é o destino de praia número 1 no Caribe, com sol o ano inteiro, areia fina e branca e badalados hotéis com tudo incluído. Sem contar o cenário ideal para esportes aquáticos e a piscina natural da Ilha Saona, área preservada pertencente ao Parque Nacional del Este.

Para chegar aos destinos, a Copa Airlines possibilita voos até três horas mais rápidos se comparados às conexões por Miami. Além de não precisar de visto, o passageiro evita as filas de imigração e alfândega e tem sua bagagem despachada diretamente para o destino final. Os voos duram pouco mais de oito horas. A companhia aérea ainda mantém freqüências a partir de Manaus para Santo Domingo, que giram em torno de quatro horas.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/36434-copa-airlines-oferecera-mais-voos-para-a-republica-dominicana.html

Ismailon Moraes

Passaredo começa a operar em Porto Alegre a partir do dia 22 de novembro

A Passaredo Linhas Aéreas inicia no dia 22 de novembro uma nova rota ligando Porto Alegre (RS) a três cidades: São José do Rio Preto (SP), Ribeirão Preto (SP) e Goiânia (GO). As rotas serão operadas por um dos jatos Embraer ERJ 145 da empresa que tem capacidade para 50 passageiros.

“Porto Alegre tem um potencial muito grande e a demanda destas cidades, principalmente para negócios na capital gaúcha vem crescendo bastante nos últimos anos”, afirma o Comandante Felício, presidente da Passaredo.

De Ribeirão Preto, os voos - todos diretos - saem às 6h30 e chegam ao seu destino às 8h20. Para a volta os voos partem da capital gaúcha às 20h22 e chegam às 22h05, no aeroporto de Ribeirão Preto. Partindo de São José do Rio Preto, os voos saem às 5h30 com chegada na capital gaúcha às 8h20. Para a volta, decola de Porto Alegre às 20h22 e chega em Rio Preto às 23h05, sendo que todos os voos fazem escala em Ribeirão Preto.

Já para a capital do estado do Goiás, os passageiros terão duas opções de horários, sendo uma partindo da capital gaúcha às 8h52 e chegando a Goiânia às 11h20 e o outro saindo às 14h42 e chegando às 17hs. Para a volta, os voos partem de Goiânia às 11h50 e 17h30 e chegam a Porto Alegre às 14h11 e 19h48 respectivamente.

Os voos que irão ligar Porto Alegre a Goiânia serão diretos e sem escala. As passagens já estão a venda pelo site da Passaredo Linhas Aéreas ou com os agentes de viagem.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/36436-passaredo-comeca-a-operar-em-porto-alegre-a-partir-do-dia-22-de-novembro.html

Ismailon Moraes

Alagoas fortalece o destino no mercado argentino e recebe voos no verão

Alagoas receberá na temporada de verão voos charter diretos da Argentina, no período de 3 de janeiro a 25 de abril. A operação está mais do que confirmada após a realização do 3º Workshop e Mega Fam All Seasons, que teve a participação de 250 agentes de viagens argentinos em Maceió e litoral Norte e Sul alagoano.

Promovido pela operadora argentina All Seasons com a parceria da Setur-AL (Secretaria de Estado do Turismo de Alagoas) e apoio da ABIH-AL (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas), MCVB (Maceió Convention & Visitors Bureau) e a Semptur (Secretaria Municipal de Promoção do Turismo), o evento aconteceu de 24 a 29 de outubro, com visitas técnicas, workshops e apresentações culturais.

O presidente da operadora All Seasons, Gabriel Sanchez, que também esteve em Alagoas durante o evento, ressaltou o sucesso do Workshop (encontro de negócios) realizado em Maceió. “Acompanhamos o empenho da Setur-AL e de todo o trade alagoano em suas ações de divulgação e captação de voos na Argentina, das quais somos parceiros. Além das belas praias, Alagoas tem boa infraestrutura e ótimos hotéis. Vendemos o destino, como "família" e também para a lua-de-mel”, destaca.

Para Danielle Novis, secretária de Estado do Turismo, o objetivo do evento foi atingido com êxito, já que "promovemos o destino Alagoas junto ao mercado argentino da melhor maneira, e captamos mais voos e turistas para a próxima temporada".

“Ainda temos muitas ações de promoção e divulgação do destino até o final do ano. Do dia 30 de outubro a 2 de novembro, estaremos na Feira Internacional de Turismo da América Latina, em Buenos Aires, a fim de consolidar ainda mais a presença de Alagoas naquele mercado”, afirma.
 
fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/nordeste/36443-alagoas-fortalece-o-destino-no-mercado-argentino-e-recebe-voos-no-verao.html
 
Ismailon Moraes

Perspectiva de crescimento em hotelaria e gastronomia movimenta bilhões

Uma pesquisa divulgada recentemente, realizada pela Amcham – Câmara Americana de Comércio – e pelo Ibope Inteligência com mais de 500 organizações, revelou entre inúmeros focos, as perspectivas para a área de Gestão de Pessoas em 2011. Segundo o estudo, 61% dos questionados informaram que os investimentos em Recursos Humanos aumentarão no próximo ano e, para 81% das companhias, está previsto o aumento de investimentos em treinamentos. A tendência já pode ser conferida em diversos setores, especialmente no hoteleiro e gastronômico.

As perspectivas positivas, trazidas pela escolha do Brasil como sede dos dois maiores eventos esportivos do mundo, começa a impulsionar o mercado e as ações das empresas, tanto quanto a treinamentos e especializações, quanto à infraestrutura e equipamentos. A Equipotel 2010, por exemplo, maior feira de hotelaria e gastronomia da América Latina, teve um aumento de 13% no número de expositores e 17% em área construída, comparada à edição do ano anterior, fato atribuído principalmente ao advento do setor.
A Cozil, empresa referência em cozinhas profissionais, antecipando tal convergência, realizou treinamento com mais da metade de seus representantes comerciais durante os dias em que a feira aconteceu, em setembro deste ano. A previsão é que, antes de 2011, 100% de seu time seja mais do que somente uma equipe de vendas, mas que funcione como consultoria especializada nos produtos da empresa, espalhados por todo o Brasil, com conhecimento técnico específico e exclusivo.

De acordo com Paulo Brito, gerente nacional de vendas da Cozil, “a idéia é que onde quer que o cliente esteja, que ele seja atendido com a mesma qualidade e perfeição dos nossos produtos”.
Além dos investimentos em Recursos Humanos, a Copa do Mundo no Brasil promete render R$100 bilhões de investimentos em infraestrutura no país. O advogado e especialista em marketing esportivo, Ricardo Ognibene, baseado em dados de instituições nacionais, fez um estudo sobre os impactos positivos do evento de 2014 e divulgou que, desses bilhões, 12% serão destinados ao setor de hotelaria.

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, só a Copa de 2014 deve render cerca de R$155 bilhões na economia brasileira, e gerar 18 milhões de empregos até o último jogo do campeonato mundial. Em função dessas perspectivas, somente em 2010, a Cozil já investiu mais de R$ 600 mil no desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, para atender a todas as necessidades dos empreendimentos, de tamanho a custos.
A empresa afirma confiar no potencial do Brasil e do povo brasileiro, acredita que os eventos serão impulsionadores no desenvolvimento econômico e social do país. Segundo o Diretor Operacional da Cozil, João Carlos Caminha (Joca), “esperamos continuar contribuindo no avanço do país e na recepção de qualidade aos turistas, oferecendo produtos com matéria-prima quase que completamente nacional, tecnologia de ponta, bom gosto e sofisticação, como nossos clientes merecem”.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/hotelaria/36450-perspectivadecrescimentoemhotelariaegastronomiamovimentabilhoes-.html

Ismailon Moraes

Aeroporto Internacional de Brasília entre os melhores da América do Sul

O Aeroporto Internacional de Brasília/Juscelino Kubitschek ficou entre os melhores terminais da América do Sul na World Travel Awards 2010, premiação criada em 1993 e que escolhe os melhores segmentos da cadeia do turismo internacional. O vencedor foi o Aeroporto Internacional de Lima/Jorge Chávez, no Peru. Também foram indicados para o prêmio sulamericano os Aeroportos Internacionais de Ezeiza/Buenos Aires (Argentina) e Santiago (Chile).

O World Travel Awards é considerado o Oscar do setor de turismo e viagens por publicações como o The Wall Street Journal e concorrem ao prêmio os aeroportos que se inscrevem na votação, que tenham vencido a edição anterior ou ficado entre os quatro mais votados do site. A eleição envolveu diversos representantes do turismo, entre executivos de empresas do setor; veículos de imprensa especializados; agências de viagens; consumidores e companhias de turismo e transporte de 160 países, que participaram da escolha pela Internet. Ao todo, cerca de 185 mil pessoas participaram do processo.

O prêmio específico para a América do Sul foi criado pela World Travel Awards em 1998 e, em 13 edições, os aeroportos administrados pela Infraero foram eleitos como o melhores do continente em nove oportunidades, com o Galeão/Antônio Carlos Jobim conquistando oito prêmios (1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2006) e Guarulhos um (2007).

Para o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, a indicação do Aeroporto Internacional de Brasília e a premiação recebida em anos anteriores atestam o trabalho da empresa na gestão aeroportuária. “A premiação do Galeão e de Guarulhos mostra que a empresa conhece bem o caminho para sempre aperfeiçoar a qualidade, o conforto e a segurança oferecidos aos passageiros”, disse.

Em entrevista ao site oficial do evento, o fundador e presidente da World Travel Awards, Graham Cooke, destacou que os prêmio reforça o potencial do turismo nas Américas, já que a região tem passado por um bom momento após a crise global, com destaque para mercado brasileiro. “O Brasil tem sido reconhecido como a estrela em ascensão da região, ainda mais com a escolha para sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas”, disse.

Investimentos

Para modernizar e ampliar sua rede de aeroportos, a Infraero investirá, até 2014, R$ 6,47 bilhões em 23 dos 67 aeroportos de sua rede. Desse total, R$ 5,15 bilhões serão destinados a investimentos nos 13 aeroportos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

Em Brasília, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek receberá R$ 748,4 milhões para realizar a reforma e ampliação (Fase 1) do Terminal de Passageiros, bem como a ampliação do Sistema de Pátios de Aeronaves e do Sistema Viário e Construção de Edificações Complementares. De acordo com o planejamento da Infraero, essas obras serão finalizadas em abril de 2013. Além disso, também está prevista a instalação de um Módulo Operacional, que será finalizado em junho de 2013.

Além dessas melhorias já projetadas, a Infraero finalizou, em setembro, a instalação de um outro Módulo Operacional, que está prestes a entrar em operação. No total, 2,9 milhões foram investidos nesse equipamento, que conta com sanitários, sistema informativo de voos, ar condicionado, lanchonete e livraria, distribuídos em 1,2 mil m².

Os Módulos Operacionais são uma solução de engenharia bastante utilizada em aeroportos do mundo, como os de Lisboa, durante a realização da Eurocopa de 2006; e o do Catar, quando o país recebeu os Jogos Asiáticos de 2006. No Brasil, outros nove aeroportos contarão com esse equipamento, sendo que em Guarulhos, Viracopos, Goiânia, Vitória as instalações já foram iniciadas.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/36456-aeroportointernacionaldebrasiliaentreosmelhoresdaamericadosul-.html

Ismailon Moraes

Azul é uma das 30 marcas mais quentes do mundo na avaliação de revista

Na primeira edição da publicação anual, a “Advertising Age Global Report – The World’s Hottest Brands” elegeu a Azul Linhas Aéreas Brasileiras como uma das 30 marcas mais desejadas e inovadoras do planeta. A companhia é a única empresa aérea e uma das três marcas brasileiras (as outras são a Natura e as sandálias Havaianas) a receber este reconhecimento de relevância mundial.

“Foi como receber o Oscar” – comentou Gianfranco “Panda” Beting, diretor de Comunicação, Marca e Produto da Azul, ao saber da premiação. “Não poderia haver reconhecimento maior ao nosso trabalho. E quando digo nosso, estou me referindo aos milhares de Tripulantes da Azul. São eles que dão vida e significado aos atributos de nossa marca.”

David Neeleman, fundador da Azul, concorda: “Todos os nossos Tripulantes são verdadeiros embaixadores de nossa marca. Temos que ser impecáveis em todos os aspectos e momentos da execução de nossas atividades. E, se algo não sair como previsto, nossa obrigação é tratar nossos Clientes de uma forma que eles se encantem conosco, ainda mais do que se encantariam, caso não tivessem enfrentado o problema em primeiro lugar”.

O sucesso da Azul está diretamente ligado à força da imagem de sua marca, segundo a Advertising Age. Entre os pontos destacados para que a empresa fosse reconhecida com a premiação, estão: a maneira inovadora e eficiente com que a companhia vem conduzindo sua área de comunicação; o uso intensivo de redes sociais; táticas diferenciadas de divulgação de produtos e serviços; uso criativo de meios para divulgação de diferentes mensagens.

Pesou também na escolha da Advertising Age o sucesso da empresa desde a fundação. Ocupando o terceiro lugar no mercado doméstico, com mais de 5 milhões de clientes transportados (em tempo recorde mundial), líder de mercado nos indicadores de pontualidade, regularidade e ocupação das aeronaves, a Azul vai conquistando não apenas novos clientes, como também o reconhecimento popular e da mídia.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/36453-azul-e-uma-das-30-marcas-mais-quentes-do-mundo-na-avaliacao-de-revista.html

Ismailon Moraes

Rede Mercure oferece desconto para as reservas de Reveillon

O Rio de Janeiro, um dos destinos mais visitados no mundo durante o Reveillon, tem um atrativo a mais para o turista. A rede Mercure de hotéis no Rio e em Niterói está com descontos de até 30% para as reservas antecipadas para o Reveillon 2010/2011.

A reserva pode ser feita pelo http://www.mercure.com.br/ ou pela central de reservas, no telefone 0800 703 7000.  No site há informações sobre cada uma das unidades localizadas em Ipanema, Leblon, Arpoador, Botafogo e Niterói, além de tarifas e disponibilidade para o período desejado.

O diferencial é que o Mercure não vende pacotes. A facilidade na aquisição das diárias avulsas em vez dos tradicionais pacotes atrai muitos hóspedes.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/flashnews/36459-rede-mercure-oferece-desconto-para-as-reservas-de-reveillon.html

Ismailon Moraes

A hotelaria brasileira precisa de união

O que está acontecendo no processo sucessório da mais antiga entidade do turismo brasileiro, a ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis , fundada 1936, merece uma atenção e especialmente uma reflexão por parte dos seus associados.

Primeiro, é importante relembrar que o embate entre irmãos que se vive hoje é fruto do processo de sucessão ocorrido há três anos. O então presidente Eraldo Alves da Cruz construiu um cenário no qual ele próprio passaria a ser o principal executivo da entidade e, como assalariado, passaria a gerir a ABIH no mesmo modelo das entidades de classe norte-americanas, que utilizam a figura do CEO. O novo presidente eleito teria um cenário perfeito: o seu antecessor ocuparia o cargo de executivo, cuidando e turbinando o dia a dia da entidade. O novo ficaria com o comando macro da instituição e a agenda política.

Gerida profissionalmente, a ABIH poderia buscar recursos, especialmente em convênios com a área federal, como já havia realizado antes quando recebeu R$ 4 milhões para um projeto de treinamento realizado em parceria com um grupo editorial ligado ao turismo. Haveria também uma revista, que colocada em concorrência pública, acabou sendo abortada. Uma publicação que geraria recursos para o caixa da entidade.

Neste cenário perfeito e em pleno Conotel, outra rubrica de possível receita para a ABIH, teve início a escolha do sucessor que seria o chefe de Cruz. Entre os nomes que surgiram, estavam Alexandre Sampaio, Nelson Baeta Neves e Eliseu Barros.

Todos os três tiveram interlocução com o presidente que deixava o cargo e foram estimulados por ele a pleitear o posto. Dentro deste cenário e animado pela promessa de contar com um executivo com a mobilidade de Eraldo Alves da Cruz, surgiu um nome que estava acima do bem e do mal: Álvaro Bezerra de Mello, que já havia presidido a ABIH-RJ, mas que nunca tinha sido presidente da nacional. Apesar de ter hipotecado publicamente o apoio a Baeta Neves, Álvaro aceita a candidatura e é eleito com o apoio de todos. É firmado um consenso e Barros aceita a vice-presidência, com a promessa de assumir no próximo mandato. Sampaio segue na sua carreira sindical, aceita ficar como tesoureiro da ABIH e anos depois é eleito presidente da Federação de Hotéis e Alimentação. Baeta Neves fica profundamente aborrecido com o episódio, mas apoia Bezerra de Mello.

Os problemas começam com o que ocorreu depois. Cruz muda de plano e vai trabalhar como assessor da CNC (Confederação Nacional do Comércio), com um salário muito superior ao que receberia na ABIH. Empossado, Bezerra de Mello fica com um abacaxi na mão. A ABIH que lhe foi oferecida era bem diferente da que recebeu. Como um gentleman, ele não passa recibo e convida Ricardo Kawa para o cargo de executivo e a partir daí todos sabem da história, inclusive com a chegada do ex-presidente da Brasiliatur, Cesar Gonçalves, para o cargo.

O cenário sucessório anterior, que foi construído em poucos dias, não foi um processo amplamente discutido na entidade. O modelo que transformaria o ex-presidente em executivo naufragou. Três anos depois, chegamos agora a um embate perigoso. Houve tentativas de conciliação que avançaram. A entidade agora se divide perigosamente em duas correntes, uma pilotada pelo vice-presidente Eliseu Barros e outra pelo novo diretor Financeiro, Fermi Torquato.

A cisão começa também com embates entre Maurício Bernardino, presidente da ABIH-SP, com Meira Lins, presidente da ABIH-PE. Uma troca de e-mails extrapolou o seio da entidade.
A campanha de Fermi foi lançada com uma coletiva de imprensa no último dia da Feira da Abav. Levar mais uma disputa para um público externo, quando o colégio eleitoral é de pouco mais de cem pessoas, é fragilizar a hotelaria. São dois nordestinos, um do Ceará e outro do Rio Grande do Norte, em uma briga fratricida. Roupas sujas começam a ser tiradas do baú. Tudo isso em um momento que a hotelaria deveria estar unida, em um período pré-Copa, com 12 cidades-sedes, e as Olimpíadas 2016. É exatamente no momento em que a hotelaria brasileira deveria dar uma demonstração de unidade e força que ocorre um racha. Tudo isso como sequela do processo sucessório anterior.

A hotelaria é o setor mais sólido e que abriga investimos da cadeia produtiva do turismo. O último grande embate foi nefasto para a ABIH, quando Caribé da Rocha disputou com José Eduardo Guinle. Foi neste momento que nasceu a AHT, uma entidade que reuniu os hotéis cinco estrelas.

Eliseu Barros confiou no fio de bigode do acordo anterior. Palavra dada que deveria ser honrada. Ele ocupa a vice-presidência e é o sucessor natural de Bezerra de Mello. O novo diretor financeiro, Fermi Torquato, assumiu definitivamente agora, depois da eleição do Alexandre Sampaio para a Federação. Tem vigor, porém deve refletir sobre o resultado deste embate em um cenário em que a representação da hotelaria está fragmentada, já existindo a Resorts Brasil e o Fohb.

Além de ter uma atuação recente no cenário nacional, a relação histórica de Torquato com os irmãos Folegatti, como gestor da BRA em Natal e tendo eles como seus sócios no seu hotel, faz com que ele passe por processo e necessidade de melhor conhecimento da sua candidatura, lançada de forma intempestiva em uma coletiva de imprensa nacional, causando uma polêmica desnecessária para um assunto que se decide em âmbito interno.   

Os Folegatti estão envolvidos em negócios confusos e que resultaram em prejuízo astronômicos para o setor do turismo, principalmente para a hotelaria. Alguns hotéis, que foram assumidos pelo grupo, foram conquistados após um garrote vil aplicado em hoteleiros. Ter como escola os Folegatti é no mínimo motivo de preocupação e cautela. Uma entidade tem que estimular o surgimento de novas lideranças nacionais. O nome de Torquato pode surgir no futuro, depois de conquistar uma experiência nacional e amadurecer com a própria campanha e principalmente depois de explicar as suas relações com os Folegatti.

É hora da hotelaria procurar um consenso. Os ânimos acirrados serão nefastos para um período muito especial para os hotéis. A hora é de união. Não se pode construir um futuro esquecendo-se do passado. A ABIH estará a frente de um milionário programa de capacitação profissional. Deve ser o primeiro passo de outros que irão ocorrer. É exatamente pela manipulação de um caixa milionário que a entidade tem que estar serena e unida. Caso contrário, a disputa poderá transparecer apenas o interesses de neófitos de ter a chave do cofre em mãos em um momento como este.  

Cláudio Magnavita é presidente do Jornal de Turismo e da Abrajet-RJ.

fonte:

Ismailon Moraes

Iphan avalia tombamento de mais seis bens culturais

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) mantém sua proposta de ampliar o número de bens culturais protegidos. Neste sentido, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural estará reunido nos próximo dias 4 e 5 de novembro, no Rio de Janeiro, para avaliar a proposta de proteção federal para mais seis bens culturais: o registro como patrimônio cultural brasileiro do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro que envolve mais de 22 etnias indígenas do Amazonas, e o Ritual Yaokwa do povo indígena Enawene Nawe, no estado do Mato Grosso.

Na pauta estão também o tombamento da paisagem natural de Santa Tereza, no Rio Grande do Sul, do conjunto urbanístico e paisagístico da cidade de São Félix, na Bahia, do Encontro das Águas dos Rios Negro e Solimões, no Amazonas, e do Monumento aos Mortos da II Guerra Mundial, no Rio de Janeiro. No caso do encontro das águas, o Iphan defende a proposta em função da excepcionalidade do fenômeno, considerando seu alto valor paisagístico.

Este ano, o Conselho Consultivo já esteve reunido outras duas vezes. Na primeira, em março, foram aprovados o registro da Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis, em Goiás, e o tombamento da Vila Serra do Navio, no Amapá. Já no mês de junho, os conselheiros aprovaram o tombamento dos Lugares Sagrados dos Povos Indígenas do Alto Xingu, no Mato Grosso, os Bens da Imigração Japonesa, em São Paulo, e o Teatro Oficina, também no estado paulista.

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural que avalia os processos de tombamento e registro, presidido pelo presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, é formado por especialistas de diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia. Ao todo, são 22 conselheiros de instituições como Ministério do Turismo, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Sociedade de Arqueologia Brasileira, Ministério da Educação, Sociedade Brasileira de Antropologia e Instituto Brasileiro de Museus – Ibram e da sociedade civil.

fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/brasil/36428-iphan-nova-lista.html

Ismailon Moraes

LAN fecha a compra da companhia Aires

A companhia aérea chilena LAN anunciou na última quarta-feira que fechou acordo para comprar a empresa colombiana Aires, o que amplia sua malha e reforça sua posição como uma das maiores do setor na América Latina.

A LAN comprou 99% das ações da Aires, em uma operação avaliada em US$ 33 milhões e que está sujeita a avaliação de seus livros contábeis. Com a operação, que deve ser concluída entre 30 e 60 dias, a companhia chilena cumpre outro objetivo traçado nos últimos dois anos: a entrada no mercado colombiano, um dos maiores da América do Sul.

Com a Aires, segunda maior companhia aérea da Colômbia, a LAN, que está em processo de fusão com a TAM, planeja concorrer fortemente com a Avianca, maior companhia aérea do país e que em 2009 anunciou união de suas operações com a salvadorenha Taca. A TAM e a LAN anunciaram em 13 de agosto acordo para unir suas operações e formar uma gigante da aviação na região, com faturamento anual de US$ 8,5 bilhões.

A companhia Aires, acrônimo de Aerovías de Integración Regional S.A, foi fundada em 1981 para integrar as cidades de Tolima e Huila.Possui uma grande operaçãon nacional e, além disso, opera rotas internacionais no Caribe e nos Estados Unidos a partir de diversos centros regionais de conexão, sendo o Aeroporto Internacional El Dorado o mais importante.
fonte:http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/36391-lan-fecha-a-compra-da-companhia-aires.html

Ismailon Moraes

Beatificação de Irmã Dulce deve incrementar turismo religioso na Bahia

Webjet inicia neste dia 4 venda opcional de serviço de bordo

Em parceria com a LSG Sky Chef's, a Webjet acaba de anunciar o serviço de venda opcional de refeições a bordo.Inicialmente, este projeto já foi implantado em sete dos principais voos da empresa (6740, 6741, 6771, 6747, 6748 6742 e 6753) que fazem a ligação entre São Paulo (Guarulhos), Salvador, Porto Alegre e Curitiba.
Neles, a companhia passou a oferecer opções de sanduíches, cup cakes, sopa, chocolate, cerveja, refrigerantes, sucos, bebidas quentes, entre outros que poderão ser compradas (exclusivamente em dinheiro) com os comissários de bordo. A previsão é que na próxima semana o serviço de vendas a bordo já esteja disponível em todos os voos, para os destinos as quais a Webjet atualmente opera.

A companhia informa também que o serviço tradicional continuará sendo oferecido sem custo para o passageiro. A Webjet anunciou também tarifas promocionais para Ribeirão Preto com passagens a partir de R$ 29 saindo do Rio de Janeiro, São Paulo ou Curitiba.

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,26,0,65210&IndSeguro=0

Ismailon Moraes

A vez da América Latina na Icca

O último dia 24 de outubro entrará na história do segmento de eventos e convenções da América Latina. Na ocasião foi realizada a eleição do novo presidente mundial da Associação Internacional de Congressos e Eventos (Icca), durante o 49º Congresso da entidade, que ocorreu em Hyderabad, na Índia – o vencedor foi o uruguaio Arnaldo Nardone. Outra boa notícia para o Brasil é a eleição da superintendente do Salvador e Litoral Norte da Bahia Convention & Visitors Bureau (SBCVB), Silvana Gomes, para comandar o capítulo latino-americano da entidade. "Esta é uma mensagem muito forte de todo o mundo de que a nossa região está no caminho certo e de que o mundo confia em nós", disse Nardone, em entrevista exclusiva ao MERCADO & EVENTOS.
Nardone ressaltou que vê um rápido crescimento e desenvolvimento, alinhado a fortes investimentos privados no setor de eventos e convenções da América Latina: "Nosso continente será o destino preferido em um futuro próximo. Temos um grande potencial, mas temos que buscar ser mais profissionais e proativos", alertou.
Para o novo presidente da Icca, o Brasil é uma liderança natural da região, pois é um dos top ten do ranking da entidade. Ele classifica o país como um dos maiores players deste mercado e que em breve será um dos líderes mundiais. "A Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 irão produzir uma fabulosa promoção dos destinos brasileiros. Muitos novos investimentos em infraestrutura e educação irão fornecer ferramentas para enfrentar esses desafios", acredita. "Estes dois eventos são considerados os mais importantes em marketing do destino, pois terá uma grande audiência no mundo todo e uma possibilidade extraordinária de promoção. Acredito plenamente que esses dois eventos de dimensão global trazem uma grande vantagem para o Brasil, pois trarão os investimentos necessários em infraestrutura, hotelaria e mobilidade", complementou.
Gestão – A gestão de Nardone à frente da Icca será de dois anos. Entre as suas metas está um plano de relações públicas para continuar valorizando o segmento, tanto no setor público como privado. Ele ressaltou ainda a importância de fortalecer e apoiar as ações dos capítulos regionais da Icca. "Também vamos nos dedicar muito mais ao desenvolvimento das bases de dados regionais para aumentar as chances dos nossos membros para obter mais negócios", finalizou.

Lideranças brasileiras reagem de forma positiva

Um dos principais articuladores e entusiastas da candidatura de Nardone foi Eduardo Sanovicz, do Conselho Estratégico da Reed Exhibitions Alcantara Machado e ex-presidente da Embratur. Para ele, esta eleição representa um novo momento para o mercado de eventos em toda a América Latina. Ele lembrou da parceria com o urugauio enquanto esteve à frente da Embratur. "Quando incluímos o tema eventos na agenda de promoção do Brasil, as ações eram muito articuladas na América Latina e envolviam muito o Uruguai e a Argentina. O Nardone foi um dos principais apoiadores que tivemos neste processo", contou. "O peso da região no mercado foi reconhecido pelo mundo todo e o Brasil tem um papel de grande destaque neste cenário", completou.
Para o presidente da Federação Brasileira de Convention &Visitors Bureaux (FBCVB), João Moreira, a eleição do uruguaio Arnaldo Nardone para a presidência mundial da Associação Internacional de Congressos e Eventos (Icca) trará uma repercussão inimaginável para a região. Ele ressaltou que Nardone é uma das pessoas mais preparadas para assumir o cargo, pois se preparou bastante e deverá lançar um novo olhar do mundo para o mercado de eventos na América Latina.
"O Nardone já tem uma história na entidade. Ele assume cargos na diretoria da Icca desde 1998 e é a principal liderança da região desde a saída de Eduardo Sanovicz da Embratur", contou. "Isso trará um olhar diferente para as nossas necessidades, pois temos um mercado maior do que na Europa e temos condições de nos tornarmos protagonistas deste segmento", complementou.
Moreira disse ainda que desde que o Brasil atingiu a sétima colocação no ranking da Icca, a região passou a ter um respeito maior por parte da Europa e da América do Norte. "Deixamos de ser marginais neste mercado, hoje somos top ten e temos condições de assumir uma posição de liderança do bloco", afirmou. Outro fato comentado pelo presidente da FBCVB é a eleição de Silvana Gomes para a presidência do Capítulo Latino Americano da Icca. "Tanto o Nardone como a Silvana são de Conventions Bureaux. Isso só demonstra como os CVBs, que eu considero a mais fantástica ferramenta de marketing de destinos, está em evidência no mundo", comentou.
Annie Morrissey, presidente do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB), um dos mais importantes do país, também considera positiva a eleição de Arnaldo Nardone. Ela ressaltou que além de contar com vasta experiência, ele conhece muito bem a América Latina e terá condições de colocar a região em evidência na entidade: "Sempre se falou muito de que a América Latina iria se fortalecer e isso agora está se tornando realidade", acredita. "Já mostramos que podemos competir com qualquer destino por eventos internacionais. Conseguimos trazer a Convenção Mundial do Rotary para São Paulo em 2015, além da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Não existem eventos de maior prestígio do que esses", definiu

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1280&pStrLink=3,109,0,65194&IndSeguro=0
 
Ismailon Moraes

Grupo Jumeirah amplia operações e deve chegar a 60 hotéis em 2012

Os projetos de expansão do Grupo Jumeirah estão a todo vapor. A rede de luxo conta com 12 empreendimentos. No entanto, até o final de 2012 esse número chegará a 60. Quem garante é o vice-presidente de Operações para as Américas do Grupo Jumeirah, Gary Schweikert. "O mercado brasileiro é um dos grandes emissores de clientes para nossos hotéis em Dubai e Nova York. Para Dubai, especialmente, contamos com a parceria da rota da Emirates para fornecer o acesso mais rápido dos turistas", destacou Schweikert.

O executivo veio ao Brasil para comandar na manhã desta quinta-feira (28/10) em São Paulo um encontro com as operadoras locais. Ele estava acompanhado do vice-presidente de Vendas e Marketing, Thomas Civitano e do diretor de Vendas de Lazer do Jumeirah Essex House (Nova York), Jose Montoya. Embora o Brasil tenha ganhado peso nos resultados dos hotéis da Jumeirah, a rede ainda não tem previsão de construir um empreendimento no país. "Cada unidade é desenvolvida de maneira única. Isso demanda tempo. Além disso, ainda não encontramos o local certo para implantar um hotel em território brasileiro", explicou.

Por enquanto, o grupo Jumeirah atuará fortemente para encorajar um número cada vez maior de brasileiros a se hospedarem em seus hotéis. "O turista brasileiro está disposto a ficar mais tempo e utilizam praticamente todas as facilidades e serviços internos. É um hóspede de grande valor", declarou Gary Schweikert. Das 12 unidades em operação atualmente com a marca Jumeirah, nove estão situadas em Dubai, duas em Londres (Inglaterra) e uma em Nova York (Estados Unidos). O mais recente é o Jumeirah The Meydan, a 15 minutos do centro de Dubai e com 285 apartamentos. "Cerca de 90% dos quartos contam uma vista para a hipódromo", afirmou Jose Montoya.

Já para o Jumeirah Essex House, em Nova York, o diretor enfatizou a disponibilidade do serviço de check in antecipado para os hóspedes brasileiros no período de janeiro a março de 2011. No ano que vem, inclusive, o grupo já tem confirmadas as aberturas do Jumeirah Frankfurt (Alemanha) e do Venu Himalayas Hotel Xangai (China), o primeiro a ser instalado com a assinatura dessa nova marca. A Venu Hotel é direcionada para o estilo de vida contemporâneo. Os dois empreendimentos serão inaugurados até julho de 2011. O grupo Jumeirah já tem contratos firmados para novos hotéis nos Emirados Árabes, Jordânia, Qatar, Omã, Bahrein, Kuwait, Marrocos, Maldívias, Bali, Tailândia, Argentina, Panamá, Espanha, Inglaterra, Escócia, Alemanha, Ilhas Virgens e Egito.

Mercado de luxo - O encontro também foi marcado por uma palestra do especialista em mercado de luxo, Carlos Ferreirinha. Ele ressaltou que o consumidor brasileiro integra a lista daqueles que mais gastam com produtos de luxo e em viagens. "Cerca de 13,8% de todas as vendas da Galeries Lafayette são feitas por brasileiros. Além disso, ele é o terceiro maior consumidor mundial da marca Gucci", afirmou Ferreirinha, mencionando que o brasileiro já demanda um nível de excelência maior. "As agências e operadoras devem estar atentas a esse movimento e revisar seus serviços e oferecê-los de forma singular", completou.

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,28,0,65102&IndSeguro=0

Ismailon Moraes

Teresina (PI) ganha novo voo à tarde para Fortaleza a partir de novembro

A Gol confirmou nesta sexta-feira (29) a ampliação de seus voos em Teresina. A partir de novembro, a companhia contará com novo trecho para Fortaleza/CE à tarde, e em breve pretende anunciar linha para Guarulhos/SP sem escalas.

Atualmente, a Gol promove voo para a capital cearense na madrugada, seguindo para o Rio de Janeiro. A nova linha chega a Teresina às 12h10 e retorna a Fortaleza às 13h40. As operações estão previstas para começar no dia 15 de novembro e os horários serão mantidos até 19 de fevereiro de 2011. No dia 20, os horários aumentam em uma hora.

O novo voo da Gol vai concorrer com a Tam, que possui linhas para Fortaleza às 11h40min, na madrugada e no início da manhã. Ainda não há data confirmada para o novo voo direto a Guarulhos/SP. A Gol já conta com trecho para o Rio de Janeiro/RJ sem escalas em Brasília/DF.

fonte:http://www.cidadeverde.com/teresina-ganha-novo-voo-a-tarde-para-fortaleza-a-partir-de-novembro-67260

Ismailon Moraes

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Aeroporto de São Raimundo Nonato (PI) se prepara para I Festival de Cultura

Nos próximos dias 14,15 e 16 de novembro, a Serra da Capivara, na cidade de São Raimundo Nonato vai realizar o I Festival de Cultura Acordais. O evento tem o objetivo de incentivar os movimentos culturais da microrregião de São Raimundo Nonato, região Sudeste do Piauí, fazendo o intercâmbio com atrações de diversas regiões do Brasil.

A estimativa da organização do evento é de que pelo menos cinco mil pessoas de todo o Brasil passem por São Raimundo Nonato e Coronel José Dias. A estrutura das duas cidades está sendo trabalhada para atender a demanda de turistas que passarão por lá durante o evento.

O Aeroporto Internacional Serra da Capivara, na cidade de São Raimundo Nonato, já está com a pista de 1650 metros pronta e toda sinalizada com permissão através de portaria da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para pousos de voos diurnos. A informação foi repassada pela ESAERO Soluções Aeronáuticas, que é a empresa responsável pela operação do aeroporto de São Raimundo.

Antônio Mesquita, que é Diretor de Operações da ESAERO, explica que o projeto da pista do Aeroporto de São Raimundo Nonato quando concluída poderá operar com aeronaves tipo boeing 737-300 ou equipamentos equivalentes. Atualmente com 1650 metros e devidamente sinalizado, o aeroporto pode operar jatos tipo ERJ 145 com capacidade para até 50 passageiros. Mesquita diz ainda que o Aeroporto está em condições de operar noturno, faltando apenas a homologação da Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC, órgão regulador e fiscalizador da aviação civil brasileira, processo este que está em andamento.

Esaero Soluções Aeronáuticas é uma empresa especializada na operação de aeroportos, com sede em Teresina e que presta serviços em vários Estados como Pernambuco e Bahia. Mesquita afirma que o corpo técnico da empresa é da mais alta qualificação, formado por ex-oficiais da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

fonte:http://www.portalaz.com.br/noticia/municipios/194616_aeroporto_de_sao_raimundo_nonato_se_prepara_para_i_festival_de_cultura.html

Ismailon Moraes

Aeroporto de Parnaíba (PI) com balizamento noturno

O superintendente da Infraero de Parnaíba, Ivan Magalhães, informa que o balizamento luminoso e o farol rotativo do aeroporto Internacional de Parnaíba estão em funcionamento, garantindo operações de pousos e decolagens durante a noite.Para tanto, o órgão já deu entrada na ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil ), solicitando a liberação da pista para vôos noturnos. A entidade já realizou a fiscalização da pista e, em breve, será finalizado o processo de homologação.

fonte:http://www.portalaz.com.br/noticia/direto_da_redacao/194622_aeroporto_de_parnaiba_com_balizamento_noturno.html

Ismailon Moraes

Tem promoção de passagens aéreas para sua cidade. Aqui tá o segredo de como encontrar!

Sabia que só nesse semestre já teve mais de 10 promoções de passagens aéreas para a sua cidade? Você não achou? Se você ler esse texto, irá encontrar, senão continuará dizendo que as companhias não fazem promoção para sua cidade. Não importa em qual capital do Brasil você você tá. Não importa, se você está em Londrina, Maringá, Uberlândia, Joinville, Navegantes, Foz do Iguaçu ou Marabá, as companhias aéreas também laçaram promoção para essas cidades.

É claro que nas cidades onde tem mais companhias aéreas, especialmente a Azul e a Webjet, vão ter mais promoções. Mas tanto a GOL como a TAM fizeram várias promoções nesse semestre válidas para todas as cidades do Brasil. Tá, eu sei que você não acha essas promoções! Você só precisa se informar com as nossas dicas que passará a encontrar essas promoções.

Entenda a lógica das passagens aéreas

As companhias aéreas vendem as passagens mais procuradas mais caro e as menos procuradas mais baratas. Assim, um voo no melhor horário custa mais caro que outro voos da mesma companhia em horário pior. O mesmo vale para o dias, todo mundo quer viajar na sexta de noite e voltar domingo de noite, por isso os preços nesses dias/horas são mais caros. Você acha isso ruim? É isso que permite à companhias vender passagens por R$70 e não falir.

Entenda a lógica das promoções

Se você tivesse um negócio você venderia barato aquele produto que todo cliente quer? Não né! As companhias aéreas fazem promoção para os voos menos procurados. Elas querem encher um avião que esta com baixa ocupação. Se ela sabe que seus voos vão lotar em um feriado por que ela vai fazer promoção para esse período?

Leia as regras da promoção

Se você não ler as regras da promoção, não vá perder seu tempo procurando passagem barata que você não irá achar!

Como pesquisar passagens aéreas

Você já viu que o dia e a hora fazem toda diferença no preço da passagem. Quando souber que está um promoção, vá no site da companhia aérea ou comparador de preços do Melhores Destinos e pesquise alternando os dias da semana, ex: ida em uma terça-feira e volta na outra terça-feira. Vá mudando os dias da semana até localizar o menor preço. Depois você pode colocar exatamente da data que você deseja.

Flexibilidade de data é requisito para bons preços

Se você tem data e hora pra ir e voltar, você não vai conseguir bons preços. Às vezes, deixar de viajar em um dia de noite para viajar no outro bem cedo pode significar pagar 80% a menos.

Não duvide das promoções!

Se nós estamos falando que tem promoção, é por que tem! Muitos leitores preferem ficar reclamando, enquanto isso, outros estão lá comprando passagens baratas e passando o final de semana na praia.

fonte:http://www.melhoresdestinos.com.br/dicas-passagens-aereas-promocionais.html

Ismailon Moraes

Trip começa voar para Palmas em dezembro

A Trip começará voar para Palmas-TO no dia 15 dezembro. A empresa terá inicialmente um voo diário entre Palmas e Belo Horizonte com escala em Goiânia. Esse voo será feito em jatos EMB-175 com capacidade para 86 passageiros. Em Belo Horizonte será possível fazer conexão para muitos de outros destinos. A venda de passagens ainda depende de autorização da Anac, que deve sair no começo de novembro.

Horários dos voos:
Belo Horizonte 21:00 – 22:20 Goiânia 22:50 – 00:10 Palmas
Palmas 05:10 – 06:30 Goiânia 07:00 – 08:15 Belo Horizonte

É impressionante como a Trip não para de expandir suas rotas. A empresa tem várias solicitações de novos voos para Belo Horizonte, Vitória, Goiânia, Rio de Janeiro e várias outras cidades, entre elas Brasília, onde a empresa é bem tímida.

fonte:http://www.melhoresdestinos.com.br/trip-palmas.html

Ismailon Moraes

Avianca está vendendo passagens para Miami e Nova York por R$1100 ida+volta

A Avianca está vendendo passagens aéreas para Miami e Nova York por US$649 [R$1100] ida+volta. Esse preço promocional é válido para viagens a partir de 16 de novembro. Segundo as informações que recebemos esse preço é válido para saídas do Rio de Janeiro e de São Paulo, mas nas nossas pesquisas só conseguimos localizar nas saídas de São Paulo. Para ter direito à tarifa promocional é preciso permanecer entre 3 dias e dois meses no destino.

Você pode comprar as passagens da Avianca clicando em um dos links abaixo ou entrando diretamente no site da Avianca www.avianca.com.

São Paulo – Miami R$1100 (ida+volta)
São Paulo – Nova York R$1100 (ida+volta)

fonte:http://www.melhoresdestinos.com.br/avianca-passagens-promocionais.html

Ismailon Moraes

American Airlines e Delta estão dando milhas em triplo

A Delta e a American Airlines estão oferecendo milhas em dobro para quem voar na classe econômica e milhas em triplo para quem voar na classe executiva. Essas promocões são válidas em alguns voos entre o Brasil e os Estados Unidos.

American Airlines
A promoção da American Airlines é válida apenas para seus novos voos Brasília – Miami e Rio de Janeiro – Nova York. Esse voos estavam com preços excelentes. Quem já comprou as passagens também terá direito a receber milhas em dobro.Para participar da promoção é preciso voar entre entre 18/11/2010 e 10/12/2010. Mais informações em http://www.aa.com.br/intl/br/aadvantage/detalhesDoPrograma/ofertas/ofertaBRZ5K.jsp

Delta
A promoção da Delta é válida para voos realizados até o dia 30/11/2010. Para ter direito às milhas bonus é preciso viajar para os Estados Unidos tendo como origem:
Brasília
Buenos Aires – Argentina
Rio de janeiro (via Atlanta)
Santiago – Chile
São Paulo (via Detroit)

Mais informações no site https://pt.delta.com/delta/enpt/?2;https://www.delta.com/pet/latinamericabonus/pet/main

fonte:http://www.melhoresdestinos.com.br/american-airlines-delta-milhas-triplo.html

Ismailon Moraes

Gol linhas aéreas levará jornalistas para Festival de Cultura no Parque Serra da Capivara

A Gol vai levar jornalistas ao I Festival de Cultura Acordais que ocorrerá de 14 a 16/11, na Pedra Furada, no Parque Nacional Serra da Capivara. Serão convidados profissionais de jornais e revistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Recife, Brasília, entre outros. A parceria conta com o apoio da Associação Sanraimundense dos Empreendedores de Turismo (ASSET), em São Raimundo Nonato e coordenada por Lucas Negreiros, que através da união dos hotéis, bares e restaurantes, será responsável pela hospedagem, alimentação e passeios dos jornalistas na região.

fonte:http://www.180graus.com/sao-raimundo-nonato/gol-linhas-aereas-levara-jornalistas-para-festival-de-cultura-no-parque-serra-da-capivara-372325.html

Ismailon Moraes

Maior parede de escalada do mundo está localizada na Holanda

Quem gosta de esportes radicais precisa conhecer a Excalibur, a considerada maior parede feita especialmente para escalada do mundo. Localizada na cidade de Groningen, a torre tem 37 metros de altura e seu design curvo faz a subida ser fácil em alguns pontos (para iniciantes), mas extremamente difícil conforme a pessoa for subindo.

Quem vai chegando ao alto da parede sente um frio na barriga, já que em certos pontos a pessoa precisará ficar literalmente pendurada para prosseguir a escalada. Adrenalina na certa!

fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2010/10/26/maior-parede-de-escalada-do-mundo-esta-localizada-na-holanda

Ismailon Moraes

Aeroporto Haneda de Tóquio terá conexão com 17 cidades do mundo

O aeroporto localizado no bairro de Ota, na capital japonesa, possui 550 quilômetros quadrados e até quinta passada (21), concentrava, em sua maioria, voos de circulação doméstica.

Agora, com a inauguração de um novo setor de voos internacionais no aeroporto de Haneda, que tinha a marca de 300 mil pousos e decolagens, alcançará o número de 450 mil voos por ano. No novo terminal, 50 viagens aéreas internacionais serão recebidas por dia atendendo 7 milhões de passageiros por ano.

O aeroporto também recebeu a abertura de uma quarta pista para potencializar o fluxo de idas e vindas. Os novos voos ligarão Tóquio com 17 cidades do mundo, entre elas Paris, Nova York e Los Angeles. Os primeiros passageiros a participarem novo programa administrado pela Tokyo Internartional Air Terminal Coorporation, e desembarcarem no novo terminal do Haneda, chegaram de Hong Kong.

fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2010/10/25/aeroporto-haneda-de-toquio-tera-conexao-com-17-cidades-do-mundo

Ismailon Moraes

As dez montanhas-russas mais insanas do mundo

A maioria das pessoas adora a adrenalina e o medo que as montanhas-russas causam, então o site TermLifeInsurance http://www.termlifeinsurance.org/roller-coasters/ criou um inforgráfico bem legal que conta uma breve história das montanhas-russas e traz os dez melhores brinquedos do mundo que mais desafiam a gravidade e a coragem alheia.
Clique na imagem para vê-la maior.


fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/

Ismailon Moraes

Tailândia ganha tuk-tuks movidos a energia solar

Você sabe o que é um tuk-tuk? É o veículo elétrico tradicional tailandês de três rodas que transitam no tráfego caótico do país asiático.

Os tuk-tuks percorrem as vias entre muito outros automóveis e pelo excesso de veículos que há na Tailândia, a poluição é um fator crescente no local. Para reduzir o carregamento atmosférico, o dono da empresa Clean Fuel Energy Enterprise (C-FEE), Air Marshal Morakot Charnsomruad, trouxe uma opção mais sustentável para os tuk tuks da Tailândia: veículos equipados com teto solar para ajudar na produção de energia.

Veja só:

A fonte principal dos tuk-tuks vem de uma bateria que, no novo modelo, é alimentado com a ajuda dos raios solares. Os panéis ainda são inuficientes para tornar o motor do automóvel totalmente independente da energia convencional, mas o inovador tuk-tuk pode rodar até 60 quilômetros só com a ajuda do sol.

fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2010/10/21/tailandia-ganha-tuktuks-movidos-a-energia-solar

Ismailon Moraes

Inaugurado o maior teleférico do mundo na Armênia

O sudeste da Armênia, da aldeia de Alidzor até o mosteiro Tatiev ganhou 5,7km de transporte aéreo: um teleférico que alcança a altura de até 330 metros de altura.

A cerimônia de inauguração do empreendimento aconteceu nesse sábado (16) e reuniu as principais autoridades do país. Segundo a agência “Armênia Today", os primeiros passageiros a usufruir de um passeio no teleférico foram o chefe do Estado armênio, Garegin II, e crianças de sete aldeias da região.

O tempo total de percurso de toda a linha do teleférico é de 11 minutos e 25 segundos. Se o mesmo trajeto for feito por um automóvel, o tempo aumenta para 45 minutos. Além da facilidade, a vista panorâmica de Armênia é imbatível. O projeto faz parte de um programa, o "Renascimento de Tatiev", que começou a ser construído há onze meses. O maior teleférico do mundo recebeu o investimento de US$ 13 milhões e faz parte dos planos para revitalizar a região em um grande centro turístico.

A inauguração oficial do teleférico para o público será no próximo sábado. Além da obra de transporte, outras melhorias logo poderão ser vistas nos arredores no local: estradas reformadas, hotéis e museus.

fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2010/10/20/inaugurado-o-maior-teleferico-do-mundo-na-armenia

Ismailon Moraes

Hotel americano oferece happy hour para os donos enquanto os cachorros usufruem de cuidados e mimos

O prazer de se ter um cachorro é indizível. A companhia dos caninos nunca falha e para retribuir esse efeito de socialização dos animais com os seus donos, alguns cachorros têm o privilégio de ter um tratamento quase humano.

É isso que está oferecendo o Sniff Dog Hotel, um hotel especializado para cães em Portland, EUA. O local possui todos os serviços correspondente aos que se pode esperar de um hotel de luxo tradicional, para nós, humanos.

Lá, os cães podem até passar uma tarde no SPA, e ter sessões de aromaterapia para potencial o relaxamento. Pode gastar energia e ganhar saúde em exercícios físicos com treinadores espeicias. Se o seu cão for daquelas espécies raças mais preguiçosas, não tem problema, há salas com televisores de plasma para passar a tarde na companhia de outros amigos ou então uma horinha no salão de beleza com direito a banho e tosa. E sabe um momento especial para isso? O Sniff Dog Hotel convida os donos a curtirem um Happy Hour no café do hotel, enquanto o cão passa uma diária no hotel. Que tal?

fonte:http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2010/10/22/hotel-americano-oferece-happy-hour-para-os-donos-enquanto-os-cachorros-usufruem-de-cuidados-e-mimos

Ismailon Moraes

LAN abre duas novas rotas que ligarão Lima a Ilha de Páscoa e Foz do Iguaçu

A companhia aérea chilena LAN anunciou hoje que a partir de janeiro começará a operar duas novas rotas que ligarão Lima (Peru) à Ilha de Páscoa e a Foz do Iguaçu, dois famosos destinos turísticos da América do Sul. A partir de 6 de janeiro, a LAN conectará duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos domingos, a capital peruana com Ilha de Páscoa, uma ilha da Polinésia situado a 3.500 quilômetros do Chile.

As novas rotas permitirão pela primeira vez que se viaje diretamente desde outro país da América do Sul até a ilha, à qual até agora só chegam aviões procedentes de Santiago do Chile e do Tahiti. Segundo o comunicado divulgado pela LAN, os visitantes procedentes da Europa e da América do Norte diminuirão em três horas seu tempo de viagem para a ilha, conhecida por suas misteriosas estátuas que recebem o nome de moai.

Além disso, a partir de 16 de janeiro, a companhia aérea unirá de forma direta Lima a Foz do Iguaçu, no Paraná, rota que terá quatro freqüências semanais. A companhia oferecerá um circuito turístico que permitirá visitar lugares turísticos da América Latina: de Cusco, perto do Machu Picchu, os viajantes poderão voar para Lima e depois continuar sua viagem na Ilha de Páscoa, em Foz do Iguaçu ou nas Ilhas Galápagos.

A LAN está em processo de fusão de operações com a TAM para formar o grupo Latam, que deverá contar com um total de 40 mil trabalhadores e oferecer serviços de transporte aéreo a 116 destinos de 23 países de todo o mundo.

fonte:http://viagem.uol.com.br/ultnot/efe/2010/10/27/lan-abre-duas-novas-rotas-que-ligarao-lima-a-ilha-de-pascoa-e-foz-do-iguacu.jhtm

Ismailon Moraes

A orla do Rio é uma atraente “academia” ao ar livre

Longe das paredes de uma academia de ginástica, dos aparelhos de musculação ou das esteiras de corrida, a orla do Rio de Janeiro é uma atraente “academia” ao ar livre, cada vez mais frequentada por cariocas e visitantes. Para dar uma força a essa ideia, o projeto “Rio Praia Maravilhosa” chegou para incentivar a prática esportiva, com orientação gratuita e personalizada em quarenta pontos diferentes ao longo da orla, do Leme ao Pontal e no Recreio dos Bandeirantes.

Até janeiro de 2012, 12 equipes de professores e estagiários de Educação Física vão se dividir entre as novas “academias”, que contam com um deck de material reciclado e equipamentos de alongamento e ginástica de aço inoxidável, mais resistente à maresia e à exposição ao tempo. Cada espaço tem 14 m² de área e capacidade para atender quatro alunos ao mesmo tempo. Durante a semana, as aulas acontecem em horários diferentes para ninguém ficar de fora – de manhã, das 6h30 às 09h30, e à tarde, das 18h às 21h. Aqueles que gostam de manter a forma até nos finais de semana, podem participar das aulas nas manhãs de sábado, sempre das 07h às 11h. O programa também inclui as seguintes atividades – ciclismo, caminhada, corrida de rua, natação em mar aberto e triathlon.

Quem curtir essa proposta saudável é só se cadastrar em um dos pontos de orientação localizados nos seguintes bairros – Copacabana, Ipanema, São Conrado, Barra e Recreio. A ficha de inscrição também está disponível no site www.riopraiamaravilhosa.com.br. Apresentando esse cadastro, o professor avalia as condições para o exercício desejado, com a indicação de treinamentos e pré-requisitos. O bacana é que todos têm acesso ao próprio programa de treinamento no mesmo portal do projeto.

Serviço:
Rio Praia Maravilhosa
Pontos de orientação: Copacabana, Ipanema, São Conrado, Barra e Recreio
Horários:
- De segunda a sexta: manhã, das 06h30 às 09h30, e tarde, das 18h às 21h
- Sábados: das 07h às 11h
Mais informações: www.riopraiamaravilhosa.com.br

fonte:http://ecoviagem.uol.com.br/noticias/turismo/turismo-sol-e-praia/rio-praia-maravilhosa-12822.asp

Ismailon Moraes

Aventureiro rema mais de 5000 km pelos rios e mares brasileiros

Quando criança, meu Professor de geografia apresentou-me o livro do Julio Verne: "A Volta ao Mundo em 80 dias". Influenciado também por meus pais que viajavam bastante, daí por diante, não parei mais de sonhar. Ainda criança, em Búzios ,acordava às cinco horas da manhã para surfar e quando não tinha onda, entrava no barco dos pescadores locais e os acompanhava na pescaria. Visualizava aquele horizonte infinito do mar e ficava imaginando até onde ele poderia me levar.

Ao ler livros de história, geografia e poesia, eu literalmente sentia-me naqueles lugares, mas era pouco, queria senti-lo, tocá-los, pisar neles, conhecer seus personagens, etc. A infância se foi, as responsabilidades chegaram e os sonhos foram arquivados.

Aos poucos, os sonhos foram voltando e tornando-se cada vez mais intenso e, aos 30 anos, vivendo uma rotina estressante na advocacia e na cidade grande, comecei a pensar que não poderia passar a vida sem viver aquele sonho, logo, resolvi vivê-lo e fazer dele meu novo estilo de vida, assim como fez Shakcleton e Amyr Klink, este, minha maior fonte de inspiração.

Assim, por aproximadamente um ano, planejei tudo e parti. Inicialmente para uma expedição de oito meses, entretanto, fui descobrindo novos caminhos e percebendo que desbravá-los me deixava cada vez mais feliz e a ideia de retorno deixava-me profundamente angustiado. Logo, fui me desprendendo do retorno e me apegando a possibilidade de novos rumos.

Comemoração - Assim, faço hoje um ano de expedição e ainda tenho mais um ano e meio. Minha filosofia é usar apenas a força de meu corpo como instrumento de propulsão, não poluindo nunca, me fortalecendo e despertando a admiração de muitas pessoas que conheço pelo caminho. Desta forma a Expedição Conectando vai se tornando a maior do país, vou aprendendo cada vez mais, me fortalecendo para o que ainda falta desta e pensando nas próximas.

Convivo com nossas origens: com Índios, Caboclos, Quilombolas, Pescadores, Ribeirinhos, Homens do Campo, etc. Com eles aprendo a importância da humildade, da solidariedade, percebendo que o que deveria impulsionar o mundo seriam os valores humanos e não os sociais, assim a única coisa que nos faria diferentes uns dos outros seria nossa impressão digital e nada mais.

Já pedalei mais de 7.000 quilômetros de Paraty (RJ) até o Parque Nacional da Amazônia, em Itaituba (PA), atravessei o Rio São Francisco nadando, surfei a pororoca em São Domingos do Capim (PA), remei pelos Rios Capim Guamá e Tapajós, num total de aproximadamente 1.000 quilômetros.

E o desafio continua...
Carrego em meu Caiaque uns 40 quilos de carga, sendo a maioria comida. Agora estou entrando no Rio Amazonas contra a corrente, o que me dará muito trabalho e paciência até Manaus. Depois sigo pelo Rio Negro de Manaus até São Gabriel da Cachoeira, onde subirei o Pico da Neblina (mais alto do país, com 3.014m).

Retorno e sigo remando pelo Rio Negro até a fronteira da Venezuela onde pego Canal de Cassiqueira que liga o Rio Negro ao Orinicco. Desemboco neste e remo até o Delta no Mar do Caribe, num total de mais de 5.000 quilômetros de remadas por rios.

Do Delta do Orinocco, no Mar do Caribe, remo por mar de volta para o Brasil passando por Guiana Francesa, Suriname e Guiana até o Cabo Orange (extremo norte marítimo brasileiro) e daqui remo até o Chuí (extremo sul).

Mais informações sobre a viagem e os lugares que passei: expedicaoconectando.blogspot.com

fonte:http://webventureuol.uol.com.br/rafting/conteudo/noticias/index/id/29385

Ismailon Moraes

Roda de capoeira anima fim de tarde em Jeri


Depois que o sol vai embora e todos descem da duna do por-do-sol, em Jericoacoara, no Ceará, começa a roda de capoeira que atrai visitantes e a população local

Ismailon Moraes

Passagens aéreas internacionais nas agências devem ter reajuste de 7% a partir do dia 7

A partir do dia 7 de novembro as passagens aéreas internacionais devem sofrer um reajuste de 7% nas agências de viagens e operadoras. O aumento é decorrente da mudança no cálculo da comissão que até então era paga pela empresas aéreas aos agentes de viagens. Segundo determinação da Iata Brasil com o fim do comissionamento pago nos voos internacionais pelas aéreas às agências fica a critério de cada agência passar a efetuar a cobrança da taxa de serviço, no modelo RAV (Remuneração do Agente de Viagens).

A Rav será paga pelo cliente à agência e terá o valor de 7% sobre o valor da tarifa e poderá ser alterada de acordo com a política de precificação de cada agência. Quando se tratar de emissão em cartão de crédito, a nova modalidade será feita pelo consolidador e repassada para a agência em invoice. A RAV envolverá dois débitos no cartão de crédito, um para a cobrança da tarifa e outro para a cobrança da RAV, diferentemente da taxa DU, já adotada no mercado.

Será cobrada uma taxa administrativa dos cartões de crédito de 3,5% sobre a RAV e que será pela agência emissora. Já a partir do próximo mês a Alitália confirmou que passa a adotar o sistema de pagamento de 0%. Outras aéreas que operam voos internacionais devem seguir o mesmo procedimento.

O presidente da Abav Nacional, Carlos Alberto Amorim informou que fica a critério de cada agência aplicar a RAV ou não. O temor das agências de viagens é que os consumidores concentrem ainda mais suas compras de passagens pela internet onde o preço da tarifa internacional não sofrerá qualquer mudança em função do novo sistema.

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,26,0,65096&IndSeguro=0

Ismailon Moraes

Tam: serviço de telefonia móvel a bordo começa hoje

A Tam começa hoje (28/10) a oferecer o serviço de telefonia móvel a bordo. Uma parceria pioneira firmada com a OnAir, empresa que fornece sistemas para uso de celulares em aeronaves, permitirá que os passageiros da Tam usem seus aparelhos durante os voos.

A Tam é a primeira linha aérea das Américas a disponibilizar essa facilidade. O serviço, que utiliza os satélites da Inmarsat SwiftBroadband, já está disponível aos passageiros que viajarem a bordo da aeronave Airbus A321 — que realizará as rotas entre Guarulhos, Recife, Natal, Fortaleza e Porto Alegre. Com o OnAir, os passageiros podem realizar chamadas telefônicas, enviar mensagens e acessar a Internet via rede GPRS, com seus próprios aparelhos de telefone GSM.

"Fiéis ao nosso espírito de servir, estamos inovando mais uma vez para oferecer o melhor serviço. O uso de celular a bordo foi uma demanda detectada por meio de pesquisas com os nossos passageiros que desejam estar conectados ao trabalho, família e amigos enquanto viajam", afirma Manoela Amaro, diretora de Marketing da Tam.

O mecanismo oferecido pela Tam permite que até oito passageiros utilizem celulares para ligações telefônicas ao mesmo tempo. Para dados e envio de SMS, não há restrições. Os aparelhos entrarão em roaming internacional, ou seja, passarão a captar sinal assim que a aeronave atingir 4 mil metros de altura. O uso será cobrado diretamente pela operadora na conta de telefone do passageiro. A tarifa será definida pela operadora usada pelo cliente.

Durante decolagens e pousos, os passageiros serão orientados a desligar seus aparelhos eletrônicos. O sistema garante total segurança aos passageiros, pois impede que o sinal dos celulares cause interferência nos comandos da aeronave e na rede de antenas de celular em terra. Hoje a Tam dispõe de uma aeronave com o sistema já instalado (um Airbus A321, com 220 assentos), para testar a aprovação do serviço pelos passageiros. Para o próximo ano, a companhia planeja ter mais aeronaves que operam voos domésticos equipadas com a tecnologia.

A OnAir é uma joint venture da Airbus e da Sita, organização que desenvolve tecnologia de ponta para aviação. O sistema já foi utilizado em mais de 135 mil voos para 356 cidades, conectando passageiros de 83 países com acordos de roaming com aproximadamente 200 operadoras de telefonia móvel

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,26,0,65097&IndSeguro=0

Ismailon Moraes

Ricardo Roman: ABCA quer elevar em 50% aquisição dos cartões de assistência

Durante o 38º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens – Abav 2010, realizado de 20 a 22 de outubro, no Riocentro, pela primeira vez foram convidadas diferentes entidades parceiras para conduzir uma série de nove plenárias temáticas, compondo assim uma pioneira Rodada de Oportunidades oferecida às agências de viagens no país. Entre elas, a plenária que foi conduzida pela Associação Brasileira de Cartões de Assistência (ABCA) obteve destaque quanto à participação do público, que lotou a sala 211 durante os dias 21 e 22, das 9:30 horas às 12:00 horas. Confira, a seguir, uma entrevista com Ricardo A. Roman, presidente da ABCA.

Qual é a expectativa de crescimento para o setor de Cartão de Assistência ao viajante nos próximos anos?

Ricardo Roman – No Brasil, cerca de 35% dos viajantes contratam a proteção oferecida pelos cartões de assistência. A meta da ABCA é elevar esse percentual para 50% nos próximos três anos.

Quais são as principais razões para que o passageiro faça a adesão ao Cartão de Assistência?

Ricardo Roman – Assim que o passageiro sai de seu ambiente e entra em contato com clima; alimentação; altitude; cultura e fuso horário diferentes, a probabilidade de imprevistos aumenta. Por isso, sem contar com uma rede de apoio e proteção, que é assegurada pelos cartões de assistência das empresas associadas ABCA, o viajante passa a correr riscos desnecessários e que podem representar despesas de grande valor. O turista que viaja para uma estação de Ski, por exemplo, está sujeito a sofrer fratura ou luxação. Do mesmo modo, ninguém está livre de sofrer um desmaio, vertigem, mal-estar ou ter sua bagagem ou documentos extraviados. Por essas razões, cada vez mais, os cartões de assistência compõem item indispensável para quem viaja a lazer ou a negócios. Além disso, vários países exigem que os turistas estrangeiros apresentem o seu cartão de assistência, sob pena de serem extraditados.

Quais países exigem a apresentação do cartão de assistência?

Ricardo Roman – O Tratado de Schengen estabelece a obrigatoriedade de que os turistas visitando países como Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Finlândia, França, Grécia, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Áustria, Portugal, Espanha e Suécia comprovem possuir uma Assistência a Viagens com valor mínimo de 30.000 euros, para garantir assistência médica por doença ou acidente. A apresentação do cartão de assistência também é exigida em outros países, como Cuba e Austrália.

Qual o papel dos agentes de viagens na intermediação da aquisição ou não do cartão?

Ricardo Roman – Além de o cartão de assistência oferecer segurança para o passageiro e para os familiares que ficam, o benefício é de suma importância para a tranquilidade profissional do próprio agente de viagens. Ao assumir o papel de consultor e garantir a venda de um cartão de assistência, com o plano mais adequado às características de cada viagem, mais do que atuar como um intermediador, o profissional é reconhecido pelo cliente como a fonte confiável de informação e orientação. Por isso, cada vez mais o agente de viagens encontra na ABCA o apoio necessário à sua capacitação que, na prática, resulta no reconhecimento e na valorização do seu papel de consultor perante o cliente – seja o cliente uma pessoa física ou uma pessoa jurídica.

Que tipo de apoio a ABCA oferece aos agentes de viagens?

Ricardo Roman - Assim como fizemos durante o Congresso da Abav 2010, orientando o agente de viagens sobre as mudanças que ocorrem no mundo e que motivam a prestação dos serviços de valor agregado pelos cartões de assistência, a nossa entidade reúne em seu portal (www.abca.tur.br) uma série de dicas de atendimento aos diferentes segmentos e nichos de mercado que demandam a sua consultoria profissional. Inclusive, de maneira interativa, atendemos cada agente de viagens individualmente. Para 2011 a ABCA deve incrementar ainda mais a sua presença na web 2.0, ampliando a difusão de informações e de cases por meio das principais redes sociais.

Que riscos um agente de viagens pode correr ao efetuar uma venda de uma viagem sem oferecer o Cartão de Assistência?

Ricardo Roman – Caso haja algum imprevisto durante a viagem e o viajante se veja vulnerável ou lesado, ele pode recorrer, em defesa de seus direitos, junto a entidades como Procon ou exigir, em juízo, indenizações, inclusive por danos morais. O agente de viagens, segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), é responsável solidário em várias situações. Ou seja: além de todas as despesas decorrentes, é claro, a total perda de credibilidade e de confiança do cliente é o principal risco para o agente de viagens que não recomenda o cartão de assistência. Também, por esse motivo, o portal da ABCA oferece um termo que pode ser baixado de qualquer computador, que deve ser assinado pelo cliente assumindo a responsabilidade pela não adesão aos benefícios proporcionados pelo cartão de assistência. Normalmente, nesse momento, o consultor de viagens costuma reverter essa situação de resistência à adesão e efetua a venda do cartão de assistência demonstrando ao seu cliente que a sua obrigação profissional é protegê-lo.

O tema central do Congresso da Abav 2010 tratou justamente do "Agente e Cliente: a Melhor Relação". Neste sentido, é correto afirmar que a plenária da ABCA contribuiu para o setor?

Ricardo Roman – Sem nenhuma dúvida, afirmo que sim. O simples fato de estarem reunidos, na mesma mesa, durante o Congresso Abav, nove empresários concorrentes que ofertam Cartões de Assistência, já demonstra a importância do trabalho que a ABCA desenvolveu e desenvolve em favor da qualificação e do reposicionamento do agente de viagens. Unidos em busca de um mesmo objetivo, todos os associados da ABCA lá estiveram dispostos a contribuir com a difusão de informações que são indispensáveis à valorização dos profissionais que, dia-a-dia, tratam de esclarecer aos seus clientes quais são os reais benefícios do cartão de assistência e o que o diferencia de um simples seguro.

A chamada "Rodada de Oportunidades" promovida pela Abav Nacional foi oportuna para prestar esclarecimentos aos agentes?

Ricardo Roman – Muito, foi realmente um sucesso. Através de alguns cases e de apresentações conduzidas por dois facilitadores convidados, Evandro Correa e Gelson Popazoglo, abordamos com farto embasamento de dados, tendências globais e foi possível esclarecer as principais diferenças entre o cartão de assistência e o seguro.

E quais são essas diferenças?

Ricardo Roman – O seguro está incluído nos programas de proteção de todos os cartões de assistência das empresas que são associadas ABCA. A principal diferença é que quem viaja acreditando que o seguro é suficiente para garantir a proteção necessária, comete um grave erro. O seguro propicia o eventual reembolso das despesas efetuadas pelo viajante em caso de morte ou para tratar algumas enfermidades decorrentes de acidentes. A rigor, quem viaja com seguro é obrigado a efetuar todos os pagamentos e só depois, quando retorna da sua viagem, apresenta para a seguradora a documentação exigida para tentar obter o reembolso devido. Com o cartão de assistência todos os procedimentos são facilitados. O viajante tem a garantia do seguro e a cobertura de vários outros benefícios, 24 horas por dia, sete dias por semana, sem precisar botar a mão no bolso. Basta apresentar o cartão de assistência e ser prontamente atendido.

Como os facilitadores convidados pela ABCA fundamentaram didaticamente as suas apresentações?

Ricardo Roman – Tanto as apresentações de Evandro como de Gelson estão, na íntegra, a disposição dos agentes de viagens, no portal da ABCA. Lá estão relacionados vários dados e fontes de informações que embasam o serviço de consultoria aos clientes. Antes e durante todo o Congresso Abav 2010 recebemos perguntas, encaminhadas por e-mail por agentes de viagens das várias regiões do país. Após as apresentações realizadas, as respostas foram dadas com ativa participação dos representantes das nove empresas associadas. Em breve, incluiremos essas perguntas e as respectivas respostas no portal da ABCA, como mais um recurso de apoio didático complementar à capacitação dos consultores de viagens.

O Sr. poderia citar alguns dos dados apresentados nas plenárias realizadas durante o Congresso Abav 2010?

Ricardo Roman – Além de todos os aspectos aos quais nos referimos nesta entrevista, eu ainda acrescentaria mais um dado importante. O setor de assistência ao viajante é mesmo um grande negócio para os agentes de viagem, também, porque somos o elo da cadeia de produtos e serviços do setor que melhor remunera o canal de distribuição. O motivo é simples: reconhecemos o devido valor do agente de viagens que, modernamente posicionado como consultor, prioriza a segurança e o bem-estar do seu cliente. Por isso, ele compreende que a venda do cartão de assistência, mesmo que represente o menor custo do pacote de produtos turísticos adquirido pelo seu cliente, é o que, proporcionalmente, oferece o melhor benefício. Somos os principais aliados de quem presta serviços de consultoria de viagens e isso ganha efetivo significado com o pagamento da melhor remuneração do mercado.

Para o setor de assistência viagem, quais são os reflexos dessas mudanças que atingem a relação agente e cliente e valorizam os serviços de consultoria?

Ricardo Roman – Antigamente, era muito comum que um agente de viagens deixasse para tratar da venda do cartão de assistência ao viajante no final do atendimento. Ele entendia que era prioridade vender primeiro o transporte, depois a hospedagem; os passeios; a locação de automóvel e depois, se ele lembrasse, oferecia o cartão de assistência. Modernamente, como consultor, agora a prioridade é conquistar a confiança do cliente e, para tanto, protegê-lo e assisti-lo passa a ser o mote da abordagem.

Então o senhor acredita que hoje esse sistema se transformou? O agente de viagens não pensa mais assim, é isso?

Ricardo Roman – O paradigma já mudou para muitos profissionais do setor. Como prova dessa transformação, o Congresso Abav, o maior evento do setor, trabalhou com enfoque na relação agência e cliente – o que deixa mais clara a importância do cartão de assistência. Além de garantir excelente remuneração percentual, o cartão de assistência amplia para o cliente a percepção de valor dos serviços de consultoria de viagens.

fonte:http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1280&pStrLink=3,42,0,65099&IndSeguro=0

Ismailon Moraes