quarta-feira, 29 de junho de 2011

Reforma do Aeroporto de Parnaíba (PI) será concluída no final deste ano

Com o intuito de estimular o turismo da região Norte do Piauí, bem como ampliar a circulação de mercadorias no entreposto comercial litorâneo, o Governo do Estado vem investindo, a exemplo da implementação da reforma do Aeroporto de Parnaíba, que deve ser concluída no fim deste ano.

Segundo Oswaldo Leôncio, diretor de Transportes Modais, da Secretaria dos Transportes (Setrans), além de ampliar a capacidade de recebimento de aeronaves, o aeroporto também contará com mais conforto e uma maior estrutura para receber os passageiros. “A pavimentação já está pronta, sendo que o término do pátio de manobras, o cercamento da área e a reforma do terminal estão previstos para o fim deste ano”, ressalta.

Para a execução da obra, o Governo do Piauí está investindo um montante de R$ 20,9 milhões. Em 2010, o aeródromo recebeu recursos para balizamento noturno e sinalização horizontal, ampliação da pista de 2.050 para 2.500 metros e ampliação e reforço da pista de pouso e decolagem. Atualmente, o Aeroporto de Parnaíba tem capacidade para abrigar até três aeronaves de grande porte. O projeto de adequação atende a uma das propostas para a solidificação da Rota das Emoções. Com isso, o município passaria a ser a porta de entrada do turismo internacional para o Delta do Parnaíba, no Piauí; Jericoacoara, no Ceará, e Lençóis Maranhenses.

fonte: http://www.portalaz.com.br/noticia/municipios/222185_reforma_do_aeroporto_de_parnaiba_sera_concluida_no_final_deste_ano.html

JSC Turismo oferece voo charter de Recife (PE) para Madri e Barcelona

Para os turistas do Nordeste que desejam passar o réveillon na Europa, a operadora de turismo sediada em Natal, JSC Turismo oferece o voo charter, através da companhia aérea Ibéria, com destino a Madri e Barcelona. O pacote inclui além do assento no voo, que sairá de Recife, oito noites nas principais cidades da Espanha com hospedagem nos hotéis Husa Barcelona, na cidade de Barcelona e Senator Gran Via, em Madri, transfer, city tour e seguro viagem. O voo embarca do Aeroporto Internacional do Recife, no dia 25 de dezembro de 2011 e retorna no dia 03 de janeiro de 2012.

Segundo o empresário Murillo Felinto, diretor da JSC, Madri e Barcelona tem características peculiares. “Madrid encanta por seus monumentos, avenidas e história, além da excelente gastronomia, já Barcelona tem um clima festivo, que é um diferencial dentro de toda a Europa.”

Felinto ainda destaca alguns pontos turísticos e atrativos das cidades da Espanha. “Passear pela Gran Via, na Castellana, conhecer o Museu Del Prado, e fazer compras na Calle Serrano onde estão as grifes mais famosas do mundo são alguns dos atrativos de Madri. Barcelona possui praias e montanhas que conseguem atrair visitantes o ano inteiro”, ressaltou o empresário.

E na próxima semana, o empresário Murillo Felinto lança dois novos charters, um com destino a Lisboa, no réveillon e o outro será para Cancun, no México. O vôo para Cancun será em março de 2012, durante o Spring Break, evento realizado anualmente na ilha e que atrai turistas do mundo inteiro principalmente dos Estados Unidos, Canadá e Brasil. A JSC Turismo será a única operadora do Nordeste a oferecer o voo charter para o Spring Break.

Serviço

Reservas através do e-mail reservas@jscturismo.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou
84 – 4141 -0592

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/flashnews/40897-jsc-turismo-oferece-voo-charter-de-recife-pe-para-madri-e-barcelona.html

CI oferece pacote de turismo voluntário à dois

A CI, empresa de intercâmbio e turismo jovem, está com uma sugestão inusitada para quem não gosta de viajar sozinho: uma viagem de três semanas em meio às belíssimas paisagens africanas, onde a dupla, seja namorados ou amigos, irá ajudar na reabilitação de macacos e pássaros de uma reserva natural e poderá observar as estrelas à noite em um acampamento. O pacote de turismo voluntário à dois tem valores a partir de US$ 5.800 e inclui acomodação, alimentação e transfer in/out.

Na África, as duas primeiras semanas serão dedicadas ao Monkey Project, projeto realizado com macacos onde os voluntários realizam atividades como construção de viveiros, preparação de alimentos, acompanhamento de grupos de turistas, reabilitação e até reintegração desses animais à natureza. Depois, os dois irão conhecer o Krutraz na programação um piquenique, uma parada no mirante, uma noite ao redor da fogueira e safaris onde o é possível ver diversos tipos de animais selvagens e até fazer um safari noturno.

Para mais informações, acesse www.ci.com.br

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/agviagens/40898-ci-oferece-pacote-de-turismo-voluntario-a-dois.html

Tryp amplia presença na América do Sul com abertura de novo hotel na Colômbia

O Tryp Medellín, na Colômbia, é um hotel de 14 andares na categoria quatro estrelas. Está localizado em uma das áreas mais dinâmicas de Medellín, em frente ao complexo esportivo Anastasio Girardot, que foi sede dos Jogos Sul-americanos de 2010, e bem próximo da Zona Rosa e do boulevard de La 70, duas das mais concorridas e carismáticas áreas da cidade.

Este novo hotel conta com 140 apartamentos providos de todas as comodidades para que a hospedagem seja prazerosa. Ideal para realização de eventos, o hotel não só está localizado apenas a uma curta distância do Centro Internacional de Convenções e Exposições de Medellín, como também possui 4 salas de reuniões com mais de 300 metros quadrados e capacidade para até 400 pessoas. As salas são totalmente equipadas com a mais avançada tecnologia, sistemas audiovisuais e de som, acesso à Internet wi-fi, além de oferecer uma iluminação e acústica perfeita.

Muito bem conectado com o resto da cidade graças à sua proximidade com a estação de metrô, o Tryp Medellín também oferece aos hóspedes a oportunidade de desfrutar da melhor oferta de descanso e relax mesmo sem sair do hotel, uma vez que, este estabelecimento inclui em sua oferta outros serviços dedicados ao bem-estar e ao cuidado pessoal, como uma sala de fitness, banho turco, sauna, solário e sala de massagem.

A expansão no continente americano é estratégica dentro dos planos de desenvolvimento da marca. Após esta abertura, está prevista a inauguração do Tryp New York City, no coração da Times Square e do Tryp Bogotá, na capital colombiana, no quarto trimestre de 2011.

Os hotéis Tryp são elegantes, oferecem muita comodidade e estão situados no coração das cidades mais importantes do mundo.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/hotelaria/40902-tryp-amplia-presenca-na-america-do-sul-com-abertura-de-novo-hotel-na-colombia.html

5º Festival de Golfe leva atletas de todo país ao Hotel do Frade

Quinta edição do Festival de Golfe Hotel do Frade acontece de 8 a 10 de julho e mais uma vez reúne quatro competições em um só torneio, reafirmando a vocação do empreendimento para o turismo de golfe. Tirando os eventos oficiais de clubes e de federações, poucos torneios no Brasil conseguem se inserir de forma marcante no calendário do golfe nacional a ponto de já terem uma data definida com mais de seis meses de antecedência. Esse é o caso do Festival de Golfe do Hotel do Frade, que chega este ano à sua quinta edição consecutiva.

Programado para acontecer entre os dias 8 e 10 de julho, o 5º Festival de Golfe Hotel do Frade mais uma vez reunirá num só torneio várias competições paralelas. A mais cobiçada delas é sem dúvidas o Torneio Aruba 2011, torneio disputado nas categorias 0 a 13 e 14 a 25 cujos vencedores representarão o Brasil na 17ª edição do Aruba International Pro-Am Golf Tournament, tradicional torneio de golfe realizado anualmente em Aruba, no Caribe.

Em 2010, o time brasileiro formado pelo profissional Fernando Soares e pelos amadores Adriana Cinelly, Mario Moreira, Ricardo Pinto e Roberto Dhelomme venceu a competição internacional. "Os representantes do Brasil este ano terão a responsabilidade adicional de defender o título brasileiro", diz Paulo Pimentel, da Golfe & Cia, que organiza o Festival de Golf desde sua criação, em 2007.

Outra competição que promete muita emoção é a Copa Interclubes, disputada nas categorias individual e por equipes. Para participar do torneio entre as agremiações, é necessário que o campo tenha ao menos um representante em pelo menos quatro categorias diferentes, que são 0 a 9, 10 a 15, 16 a 20, 21 a 25, 26 a 30 e 31 a 16 no masculino e 0 a 10, 11 a 20 e 21 a 36 no feminino. O time campeão ganha o direito de participar da edição seguinte sem custos. Em 2010, os golfistas do Búzios Golf Club & Resort foram os vencedores e prometem voltar para Angra dos Reis para defender o título com força total.

As disputas não param por aí: haverá ainda o Torneio ABGS, voltado para os membros da Associação Brasileira de Golfe Sênior. Os veteranos de mais de 55 anos disputarão as mesmas categorias de handicap do interclubes. Já os pré-seniores (40 a 55 anos) serão divididos nas categorias de 0 a 18 e 19 a 36.

Como prova de que todas as tribos de golfistas estarão presentes, há também o Torneio Especial Pé Duro, prova individual disputada nas categorias masculina e feminina com troféus para o campeão e vice-campeão. Essa competição é voltada aos membros da atuante APG (Associação Paulista de Golfe).

Muitas atrações - A programação é intensa: o treino livre está programado para a sexta-feira dia 8. O dia termina com um jantar de boas-vindas. No sábado, o torneio acontece com saídas simultâneas às 8h30. À tarde os participantes podem embarcar num passeio de catamarã pelas ilhas da região.

A entrega de prêmios será à noite, acompanhada de jantar. No domingo o dia é livre e pode ser aproveitado tanto para jogar golfe no campo desenhado na década de 80 pelos britânicos Dave Thomas e Peter Allis como para aproveitar as demais atrações do hotel, que vão desde passeios a cavalo, caminhadas e banhos de cachoeira e piscina natural a esportes radicais.

Condições diferenciadas - Um dos grandes atrativos do evento são as diárias diferenciadas: R$ 450 o quarto para solteiro e R$ 550 o quarto para o casal, o que inclui café da manhã, almoço, jantar, jantar de encerramento, torneio, green fee de sexta a domingo, passeio de catamarã e todo o lazer não motorizado. Quem não se hospedar no paraíso que é o Hotel do Frade pagará uma taxa de R$ 250 para participar do torneio e dos jantares de abertura e de encerramento.

"O Festival é o maior evento de golfe do nosso calendário. É um torneio que melhora a cada ano e que cresce tanto em quantidade de jogadores quanto na qualidade e organização. Nos esforçamos para receber todos da melhor maneira possível", diz Arthur Borges, diretor comercial do Hotel do Frade. "É um evento que já se consolidou na agenda do golfe nacional", completa.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/eventos/40906-v-festival-de-golfe-leva-atletas-de-todo-pais-ao-hotel-do-frade.html

Grupo BHG estuda expansão no Rio Grande do Sul

Para quem passa no centro histórico de Porto Alegre, mais precisamente na rua Senhor dos Passos, tem uma grata surpresa. O antigo hotel Albert está de cara nova e ganhou uma série de melhorias feitas após a compra do empreendimento pelo Grupo BHG (Brazil Hospitality Group). Agora, pouco mais de três meses após a reabertura do Tulip Inn Centro Histórico, a empresa comemora a investida em um dos mercados mais seletivos para a hotelaria no Brasil.

De acordo com o diretor de Marketing e Vendas da empresa, André Lameiro, “os resultados são bons e a expectativa é de crescerem nos próximos meses”. A reforma, iniciada em abril do ano passado e concluída antes do final deste ano, vai mudar todo o visual das duas torres do empreendimento, que juntas somam 148 apartamentos. Uma delas recebeu novos móveis, eletrodomésticos, espelhos e carpete. A oura, mais além, foi adaptada para clientes com alergias, recebendo uma estrutura sustentável.

Nesta mesma torre estão sendo construídos cinco quartos para portadores de necessidades especiais. Ao final das reformas, o Tulip Inn pretende alcançar uma diária média de R$ 140 com taxa de ocupação em 70%. “O objetivo é aumentar a diária média do hotel, tanto que estamos investindo para receber mais turistas a negócios, que são 85% de nosso público e hóspedes estrangeiros, que já correspondem a 10% do movimento”, diz Baltazar Chamaniego, gerente-geral do Tulip Inn.

No futuro, a rede BHG pretende inaugurar pelo menos mais dois hotéis em Porto Alegre nos próximos anos. Tanto que o grupo vem avaliando localização e preços de terrenos na cidade e na região metropolitana. A expansão também poderá se alastrar para outras regiões do Estado, como Pelotas, por exemplo, aproveitando, principalmente, o lançamento de diversos voos diretos via aeroporto Salgado Filho. No Brasil, serão erguidos 40 empreendimentos até 2015. Atualmente, são 35 hotéis no país.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/destaques/40913-grupo-bhg-estuda-expansao-no-rio-grande-do-sul.html

Empresas aéreas menores atingem 20% de participação do mercado doméstico

O grupo TAM ocupa a liderança do setor, com 44, 43%, enquanto a Gol/Varig obteve 35,39% do mercado aéreo doméstico em abril. As demais empresas do setor aéreo brasileiro ampliaram sua participação, de 18,41% em maio de 2010 para 20% no mesmo mês deste ano – a Azul tem 8,07%, a Webjet , 5,16%, a Trip aparece com 3,05%, enquanto a Avianca tem 2,94%.

Nas rotas internacionais operadas por empresas brasileiras, a TAM ampliou a liderança no setor e responde agora por 89,62% do mercado. A Gol/Varig possui 9,20% e a Avianca 1,15%. As informações são do relatório de Dados Comparativos Avançados, divulgado pela ANAC e disponível no site da Agência, no endereço www2.anac.gov.br/dadosComparativos/DadosComparativos.asp.

Demanda e oferta do setor

A demanda por voos no mercado aéreo doméstico teve um aumento de 28,67% em maio, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Em relação à oferta, o crescimento foi de 15,34%. Com isso, a taxa de ocupação chegou a 67,09%, contra 60,13% em maio de 2010. A demanda nos voos internacionais operados por empresas brasileiras cresceu 21,55% em relação a maio do ano passado. No mesmo período, a oferta de assentos aumentou 13,54%. A taxa de ocupação atingiu a marca de 79,25%.

A oferta é representada pelo assento-quilômetro oferecido, o qual representa a quantidade de quilômetros percorridos por cada assento oferecido. Já a demanda é representada pelo passageiro-quilômetro transportado, o qual representa a quantidade de quilômetros voados por cada passageiro.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/aviacao/40921-participacaoempresasmenores.html

Voos diretos ampliam negócios em Porto Alegre (RS)

Norton Lenhart, presidente do Conselho Curador do POACVB (Porto Alegre & Região Metropolitana Convention & Visitors Bureau), iniciou uma agenda de encontros com empresas que operam voos diretos na capital gaúcha para fechar acordos de cooperação e ampliar o volume de eventos nacionais e internacionais na região. “Hoje Porto Alegre é um dos principais destinos do Brasil para receber eventos internacionais, além de ser porta de entrada do Mercosul, são encontros estratégicos para fechar acordos de cooperação e trazer mais eventos para a capital”, afirma Lenhart.

A primeira reunião foi com o diretor da Taca no Brasil, Ian Gillespie. Muitas possibilidades para trazer negócios para Porto Alegre e Região Metropolitana se abrem com os voos diretos. Para Gillespie o apoio ao Convention para a captação de eventos internacionais é uma forma de desenvolver o crescimento dos negócios mútuos e aumentar frequências de voos. “O Hub de Lima, no Peru é uma excelente opção para os participantes das três Américas que virão para as feiras e congressos que serão realizados em Porto Alegre”, afirmou.

O segundo encontro de Lenhart foi com Luciano Matusiak, representante da Azul Linhas Aéreas no RS, que hoje é a terceira maior companhia aérea brasileira. Atualmente, a empresa conecta 33 destinos com 230 voos diários. A agenda do POACVB segue com representantes da Gol, Web Jet, Trip, Copa Airlines, TAP, Pluna e Aerolíneas Argentinas nas próximas semanas.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/rs/40883-voos-diretos-ampliam-negocios-em-porto-alegre-rs.html

Inprotur e Aerolíneas Argentinas se unem para salvar temporada de inverno

Se depender dos esforços do Instituto Nacional de Promoção Turística da Argentina (Inprotur) e da Aerolíneas Argentinas, a temporada de inverno em Bariloche está garantida. A entidade argentina em conjunto com a companhia aérea e a hotelaria local uniram forças e anunciam uma série de medidas para diminuir os prejuízos causados pelas cinzas do vulcão chileno Puyehue. "Estamos trabalhando para que esse acontecimento climático não impeça a vinda de brasileiros a Argentina. Estamos empenhados em reverter esse quadro", afirmou Marcela Cuesta, coordenadora do Inprotur para as Américas do Sul e Central.

Juntamente com a diretora da Aerolíneas Argentinas, a executiva recebeu nesta terça-feira (28/06) em São Paulo operadores brasileiros para explicar as novas ações. De 1º a 8 de julho, a Aerolíneas irá levar os passageiros para Bariloche por dois aeroportos: Esquel, situado a 280 km e Neuquén, a 430 km de distância. De lá, a operação continua por via terrestre pelo Rio Grande em ônibus. "Vamos definir em qual aeroporto será feito o pouso em função dos horários dos voos. Em Esquel, por condições técnicas, não temos como realizar operações depois das 17 horas", justificou Fabián Lombardo, diretor de Vendas Internacionais da Aerolíneas Argentinas.

Para a temporada de inverno, a empresa oferece seis voos diários para Bariloche. Até a próxima sexta-feira, dia 1º de julho, essa nova programação da Aerolíneas estará disponível em seu sistema de reservas. Para aqueles que já adquiriram os bilhetes, a troca será automática e não há risco de perder a reserva. Caso, o passageiro não aceite essa mudança, a Aerolíneas fará o reembolso. "Vamos aplicar essas medidas até o dia 8 de julho. Essa é a data limite fornecida pela autoridade aeroportuária argentina para que o aeroporto de Bariloche permaneça fechado. É um plano emergencial para salvar a temporada de neve", completou Lombardo.

A hotelaria de Bariloche, por sua vez, anunciou uma nova política de tarifas. Segundo Hugo de Barra, diretor do Crans Montana Hotel, todos os empreendimentos hoteleiros irão praticar preços relativos a média temporada. Os descontos podem alcançar até 30%. "Esses benefícios também estarão disponíveis em outros serviços. Nos restaurantes, todos os menus turísticos terão desconto", informou Barra, mencionando que a infraestrutura da cidade não foi afetada pelaa cinzas do vulcão. O fornecimento de água e gás está normal. "Para amanhã, dia 29, é esperada a vinda da neve e muito provavelmente os meios de elevação de Cerro Catedral já poderão funcionar, dando início a temporada de esqui", acrescentou.

Outra localidades - A Aerolíneas Argentinas ressaltou que retomou os voos diários para Ushuaia. "Ao invés de ir pelo Pacifico, as frequências são realizadas através do Oceano Atlantico. Embora o tempo de voo tenha aumentado - de 3h20 para 5 horas -, decidimos que era a melhor decisão a ser tomada", disse Fabián Lombardo. Além disso, a partir de amanhã, dia 29, volta a operar a El Calafate com dois voos diretos.

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1280&pStrLink=3,43,0,73890&IndSeguro=0

Tivoli Ecoresort Praia do Forte lança nova categoria de apartamentos

O Tivoli Ecoresort Praia do Forte promoveu na tarde desta terça-feira (28/06) um almoço para apresentar sua nova categoria de apartamentos. Os novos quartos Premium e as seis novas suítes de luxo do resort estarão disponíveis a partir de 9 de julho. Durante a coletiva, estavam presentes três executivos do hotel: Cristian Bernardi, Diretor Vendas e Marketing Brasil; Maria Helena Santana, Diretora Comercial; e João Eça Pinheiro, Diretor Geral.

Segundo Helena, os novos apartamentos fazem parte de um projeto de renovação do resort que teve início em 2007. "Dando continuidade ao nosso plano de renovação, 80 quartos foram remodelados, que agora fazem parte da categoria Premium. Esta substitui a Standard e a Standad Plus. Este novo modelo é totalmente voltado para a família, com mais conforto e integrado a natureza", disse. De acordo com ela, cada vez mais o resort se adapta para atender os clientes mais exigentes.

Os 80 apartamentos estão equipados com cama king size ou twin, TV de LCD, ar condicionado, mini bar, varanda com rede e acesso a internet wi-fi. O quarto pode acomodar até dois adultos e duas crianças, sendo no mesmo apartamento ou ainda em conjugados. Além disso, seis novas suítes estão sendo reformuladas para atender a crescente demanda pelo serviço oferecido na categoria. "No total serão 20 suítes lançadas junto com a nova categoria Premium", anunciou Bernardi. As suítes são antigos quartos que foram reformados e remodelados para se tornarem suítes.

De acordo com Helena, o plano de renovação ainda terá mais uma fase, onde serão reformulados os últimos 54 apartamentos Master Spa do resort, construídos em 2005. O plano total de renovação estará concluído até 2012. Porém, os executivos não revelaram o montante investido, alengando que por política do grupo tais valores não podem ser divulgados. Quando perguntados sobre a taxa de ocupação do resort, Bernardi respondeu: "Apesar de não revelarmos esses dados, posso garantir que temos o melhor desempenho (RevPar) de todos os resorts brasileiros", garantiu.

Para o lançamentos das novas unidades, o Tivoli Ecoresort Praia do Forte está oferecendo uma promoção. Para reservas feitas entre 1º de agosto e 30 de setembro, o hóspede terá 10% de desconto na tarifa. "O objetivo dessa promoção é incentivar o hóspede a experimentar um novo tipo de serviço, oferecidos somente na categoria Premium", explicou o diretor. A diária a partir de R$ 845 dá direito a hospedagem dupla com café da manhã e jantar inclusos.

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1280&pStrLink=3,28,0,73884&IndSeguro=0

Iberostar abre hotel de luxo em Budapeste

A Iberostar chegou à Hungria com a abertura do hotel de luxo "Pérola do Danúbio", marcada para a primeira quinzena de agosto. O Iberostar Grand Hotel Budapest, da categoria The Grand Collection, está localizado em uma área histórica, próximo ao rio Danúbio, em Budapeste.

"Com esta nova abertura, o Iberostar mantém o seu compromisso de se especializar em diferenciar produtos para atender e satisfazer as demandas e necessidades de todos os tipos de clientes", declarou Luis Hérault, diretor Geral de Marketing do Iberostar.

O estabelecimento de cinco estrelas tem 50 quartos e suítes (1 Suíte Junior, 20 quartos Standard, 9 quartos Executive, 15 quartos Deluxe e 3 quartos Economy),divididos em cinco andares e equipados com mini-bar, menu de almofadas, serviço 24 horas de room service e Dock Station para Ipod. Além de restaurante gourmet espanhol, bar, centro de convenções e centro de bem-estar e spa.

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,28,0,73922&IndSeguro=0

Flávio Dino assume Embratur prometendo chegar a 2020 com 10,5 milhões de turistas

Ao assumir a presidência da Embratur, o ex-deputado federal, Flavio Dino disse que no planejamento estabelecido pretende chegar a 2020 com o dobro do volume de turistas estrangeiros e o triplo dos gastos dos turistas estrangeiros."Temos desafios pela frente e precisamos consolidar uma imagem e fortalecer o objetivo de colocar o Brasil em destaque no cenário internacional".

Segundo ele, este trabalho já começou nos municipios e estados. "Vamos mostrar a competência e a honestidade do Brasil. Nosso país não é apenas natureza exuberante, mas um país moderno e competente capaz de promover com sucesso a Olimpíada e a Copa do Mundo".

O dirigente em seu discurso lembrou que a Embratur vai se empenhar em sua gestão para deixar um grande legado da Copa do Mundo. "Para isso é preciso muito trabalho e a capacidade de compartilhar o trabalho de modo a mostrar aos outros países o quanto o nosso país é sensacional".

Segundo ele a economia política do turismo é importante e para isso o apoio dos estados, municípios e o poder legislativo, além da iniciativa privada será fundamental. "Afinal é a iniciativa privada responsável também pelo nosso desenvolvimento e contamos com parcerias a serem estabelecidas".

Ao finalizar, afirmou ser um político e esse fato não desmerece sua indicação. "É preciso valorizar a política e minha contribuição é dar uma prova do espírito cívico. Trago para a Embratur a minha experiência política. Neste momento devemos como diz o solgan o Brasil te chama a celebrar a vida".

Flávio Dino falou ainda das diversidades que o país oferece nas diferentes regiões e lembrou que este fato deve ser explorado.

Antes de encerrar a cerimônia o ministro do Turismo, Pedro Novais destacou a importância da indicação de Flávio Dino "nosso companheiro do Maranhão". O ministro falou ainda sobre a sua satisfação de ter trabalhado com Mario Moysés. "Um profissional de grande competência e desejo todo o sucesso".

Sobre o novo presidente da Embratur falou. "Chega com a missão de dar continuidade ao trabalho de promoção do turismo onde dobramos nos ultimos cinco anos as viagens domésticas. Lembro que o turismo representa uma oportunidade para os jovens no mercado de trabalho principalmente em regiões como o Nordeste". Destacou que o setor emprega 7,2 milhões de pessoas e tem gerado renda e emprego.

Para Novais as perspectivas positivas têm levado a setores como companhias aéreas, hoteleiros e agências de viagens o aumento no faturameno setor a apostarem no crescimento é de mais de 22% até dezembro. "Devemos chegar a 74 milhões de desembarques domésticos o que representa mais gente nos aeroportos e nos hotéis, bem como mais profissionais qualificados". Segundo o ministro muitos brasileiros começaram a viajar com o aumento da renda.

"Agora os mais de 40 milhões de brasileiros passaram a ter no turismo um produto de consumo. A renda dos mais pobres cresceu 68% e precisamos nos preparar para atender esta demanda com programas específicos e a Copa e as Olimpiadas são oportunidade para o país mostrar sua diversidade no exterior". Segundo ele já são mais de 300 mil profissionais sendo qualificados.

Segundo ele a indústria do turismo no país deve ser um instrumento para geração de emprego e renda. "Estou convencido de que com todo este trabalho vamos conseguir contribuir para o turismo sustentável".

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,29,0,73923&IndSeguro=0

Marco histórico do Piauí, riacho Mocha está abandonado após obras

Uma visita aos arredores e leito do Riacho Mocha revelou uma situação de extrema calamidade com um símbolo da colonização do estado do Piauí. Fazendo um percurso em todo o leito do riacho Mocha em sua parte urbana, constata-se uma situação de total abandono com esse marco histórico. Esgoto, lixo, mato, criatórios de animais e construções irregulares estão entre os vários problemas observados. Tudo isso, dez anos após a execução do Plano de Recuperação de Áreas Degradas do referido Riacho.

Situação ambienal do riacho Mocha

No trecho do curso do riacho percorrido pela reportagem, no sentido poço da Bica passando pelo poço dos Cavalos até a ponte da Várzea foram observadas várias irregularidades. As residências localizadas a menos de 50 metros das margens lançam seus esgotos no leito do riacho que há algum tempo foi transformado em galeria a céu aberto.

Neste período de estiagem, o leito do riacho encontra-se praticamente seco. Somente algumas poças de água que se formaram durante o período chuvoso permanecem. O restante da água que se acumula é apenas do esgoto doméstico que se mostra com uma coloração esverdeada e fétida.

O lixo doméstico também é jogado no leito do riacho e/ou em suas margens que foram totalmente pavimentadas. Os coletores de lixo que ficam bem próximo também contribuem para a poluição visual do ambiente urbano, assim como a infestação de urubus. Dentro da própria galeria o acúmulo de entulho que existe torna o ambiente propício para o acúmulo de mato que toma conta de boa parte do riacho.

O riacho Mocha e as obras de revitalização

A reportagem teve acesso a documentos que comprovam a criação da UCA – Unidade de Conservação Ambiental do Riacho Mocha, bem como documento referente a obra de execução do PRAD - Plano de Recuperação de Áreas Degradadas no Riacho Mocha. Ambos, UCA e PRAD criados e executados no ano 2000.

Ainda no ano 2000 o poder público municipal criou por meio do decreto nº 05/00 de 13/11, a Unidade de Conservação Ambiental do Riacho Mocha. O documento indica como UCA/Mocha a área que inicia no encontro das águas dos Riachos Mocha e Pouca Vergonha, indo até o final do perímetro urbano da cidade, numa extensão de 2.482m (dois mil quatrocentos e oitenta e dois metros).

De acordo com o PRAD toda a população urbana seria beneficiada com a melhoria nas condições de saneamento. Para tanto seria construída uma rede coletora de efluentes e uma estação de tratamento de esgoto. “O riacho Mocha voltará a ter água de boa qualidade durante período de inverno, pois, serão desviados todos os esgotos domésticos para uma rede coletora e/ou para um sistema de tratamento constituído de fossas e sumidouros. Com isso o ecossistema será reconstituído”. Afirma o PRAD.

Descaso com o dinheiro público

A análise documental do Plano de Recuperação da Área Degrada do Riacho Mocha mostra que o mesmo foi composto das seguintes obras: Implantação de 7200m² de talude com vegetação de calumbí; plantio de 1400 mudas para reflorestamento; construção de muretas de contenção com argamassa de cimento, implantação de sistema de iluminação, construção de playground, construção de pontes, construção de calçadas-passeios e pavimentação de margem com paralelepípedo.

O que foi constatado é que várias dessas obras realizadas pela Fundação Rio Parnaíba –FURPA- além de não servir para revitalização de leito de riacho transformou uma de suas margens em uma extensão da zona urbana do município de Oeiras. No local das obras de revitalização a reportagem flagrou tudo em completo abandono.

As obras foram executadas em convênio do Ministério do Meio Ambiente, Governo do Estado do Piauí e Prefeitura Municipal de Oeiras. No local, o cenário hoje encontrado é de postes quebrados, muros de arrimos quebrados, entulhos residenciais, muito lixo e mato por toda parte.

Na parte do riacho transformado em galeria, não foi percebida uma das obras que o Plano de Recuperação de Áreas Degradadas previa: o sistema de controle dos esgotos domésticos. O PRAD garantia o desvio de todos os esgotos domésticos para uma rede coletora e/ou para um sistema de tratamento constituído de fossas e sumidouros. O encontrado foi o esgoto doméstico sendo lançado sem nenhum tipo de tratamento.

No local onde existia um Playground toda a estrutura está quebrada. O mato tomou conta da calçada-passeio que dava acesso a um bosque que saía na ponte Zacarias de Góes dando acesso ao bairro Rodagem de Floriano. Uma de suas áreas de acesso pelo riacho Pouca Vergonha que deságua no Riacho Mocha foi transformado em criatório de cavalos.

Para a estudante da 8ª série Marcele Nascimento Sousa, (14) a situação do Riacho Mocha é triste principalmente a área do Playground em que visitou quando criança. “Ver o Riacho desse jeito é lamentável. Lembro quando minha tia me trazia para brincar nesse parquinho e hoje está tudo quebrado e abandonado”, lamenta a estudante.

O riacho Mocha e o novo Código Florestal

No tocante a preservação da mata ciliar do Riacho Mocha, pode se falar um pouco da margem direita (a montante). Esta, que em praticamente todo o seu percurso está dentro de propriedades rurais, encontra-se quase que totalmente desmatada. Sabe-se que o desmatamento em leito de rios e riachos é proibido por lei.

Com a criação da Unidade de Conservação do Riacho Mocha a área se torna por lei protegida, pois, o espaço em que seus recursos ambientais, incluindo as águas jurisdicionais, com características naturais relevantes, legalmente instituídos pelo Poder Público, com objetivos de conservação e limites definidos, estão sob regime especial de administração, ao qual se aplicam as garantias adequadas de proteção.

O código florestal brasileiro em vigor prevê a proteção da vegetação até 30 m de distância das margens dos rios mais estreitos, com menos de 10 m de largura. Já o texto do novo código recém aprovado prevê no caso de áreas já desmatadas, a recomposição deverá ser de 15 m de distância da margem. Permanece a exigência de 30 m para as áreas que se mantiveram preservadas.

Sendo assim, as várias propriedades rurais teriam que reconstituir a mata ciliar que foi retirada para dar lugar a construção de residências e formação de pasto.

O que dizem os especialistas sobre o riacho Mocha

De acordo com o professor de Geografia e especialista em Gestão Ambiental José Augusto Vieira, a situação em que se encontra o Riacho Mocha é degradante sobre dois pontos de vista: o Social e Ambiental. Social, por que segundo o especialista, a sociedade tem que estar inserida no contexto do Riacho Mocha. “O povo ainda não acordou para a importância que esse manancial possui para a história de Oeiras e do Piauí. A população deve se envolver com o problema. Uma vez essa população sensibilizada, se torna mais fácil uma situação que viabilize um trabalho de revitalização do Riacho Mocha. Sem o envolvimento e participação da população local no processo é pouco provável que um trabalho no Riacho Mocha dê resultado”, declarou.

Ainda de acordo com o geógrafo, do ponto de vista ambiental pouca coisa está correta nas obras ditas de revitalização do Riacho Mocha. “O que não dá pra entender são as obras de infraestrutura, com recuperação de área degradada em margem de riacho. O que tem haver, por exemplo, construção de Playground com conservação de manancial de água?”, questiona.

“O que podemos afirmar é que as obras que foram executadas não conservam em nada o Mocha, mas descaracterizaram totalmente as margens, o leito e o curso dessa fonte de água. A princípio, o ideal será a realização de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e posterior Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) campanhas educativas para que a população se sensibilizasse, e, só, então partir para uma ação mais prática de conservação”; concluiu o especialista.

fonte: http://www.portalaz.com.br/noticia/municipios/222161_marco_historico_do_piaui_riacho_mocha_esta_abandonado_apos_obras.html

Rádios piratas podem afetar aviões no Piauí

O perigo das interferências nas comunicações entre aeronaves e controladores de voo não se restringe às operações de aproximação, pouso e decolagem. Isso porque o voo em rota, feito em grandes altitudes e fora das áreas próximas aos aeroportos, também pode ser afetado por esse tipo deproblema. De acordo com a Gerência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no Piauí, esse é um dos motivos que leva ao fechamento de pequenas rádios no interior do estado.

“Como já registramos diversas situações de interferência nas frequências da torre de controle do aeroporto de Teresina e do controle de aproximação, já construímos um canal direto com a Infraero para apurar esses fatos. Mas também temos recebido alguns relatos desse tipo de problema por parte do Cindacta (Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo, responsável pelo controle das aeronaves em voo) sobre esses conflitos nas frequências usadas pelo centro”, explicou o gerente da Anatel no estado, Carlos Bezerra Braga. Que inicia imediatamente depois e vai de 108.1 a 137MHz. A emissão de frequências espúrias em decorrência de alguma falha nos transmissores das rádios irregulares também pode fazer
com que haja interferências.

“Muita gente nos questiona quando fechamos pequenas rádios no interior, e chega a nos acusar até de perseguição às rádios menores, mas o que a maioria não sabe é que esse trabalho precisa ser feito justamente por conta da ocorrência desse tipo de situação na comunicação aérea. Além disso, só autuamos as rádios que não obedecem às normas estabelecidas pela Anatel para seu funcionamento regularizado”, informou Carlos Braga.

O gerente informou ainda que Teresina chegou a registrar, em anos anteriores, um total de 54 portadoras ocupando a faixa de FM, entre rádios outorgadas e clandestinas. Isso provocava uma grave situação de saturação nas frequências, aumentando o risco de interferir nas comunicações entre o controle de tráfego aéreo e as aeronaves. Além da comunicação dos aviões, as interferências também prejudicam os rádiosauxílios à navegação das aeronaves, muitas vezes deturpando os sinais e aumentando o risco de acidentes. “Por contadesses fatores, a Anatel mantém sua fiscalização, contando muitas vezes com o apoio da Polícia Federal. A maioria das rádios autuadas se intitula rádio comunitária, mas não obedece a esse formato, pois vendem espaços comerciais em sua programação”, complementou Braga.

fonte: http://www.meionorte.com/noticias/geral/radios-piratas-podem-afetar-avioes-no-piaui-136521.html

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Desembarques internacionais crescem 25% em maio

O número de desembarques internacionais registrado em maio (708.023) é o novo recorde da série histórica para esse período, superando o patamar anterior alcançado em maio de 2010. O número verificado no mês passado é 25,28% maior que o total contabilizado no mesmo período de 2010 (565.133). Os dados, divulgados pela Infraero, abrangem os estrangeiros que entraram no Brasil e os brasileiros que retornaram ao país.

Com relação ao acumulado em 2011, o número de desembarques chegou a 3.698.292, um aumento de 20,32% em relação ao mesmo período de 2010 (3.073.651).

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,26,0,73853&IndSeguro=0

ABIH esclarece dúvidas sobre novo sistema de classificação hoteleira

A ABIH Nacional elaborou, para seus associados, um comunicado contendo respostas para as principais perguntas referentes ao novo sistema de classificação hoteleira. "Esse tipo de ação demonstra a preocupação da ABIH Nacional em propagar informação sobre os avanços do setor, assegurando, dessa forma, que todos estejam alinhados aos seus objetivos e metas, o que impacta positivamente no trabalho e desenvolvimento da hotelaria" afirma Enrico Fermi Torquato, presidente da ABIH Nacional.

O comunicado explicativo pode ser vis neste link: https://webmail.mailcorp.net.br/owa/redir.aspx?C=bef8d846da6846d5a9be34fe882164d4&URL=http%3a%2f%2fwww.pressclub.com.br%2fpk%2fnoticia.asp%3fid%3d1521%26idn%3d13462%26fonte%3dABIH Copie e cole no seu navegador.

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,28,0,73864&IndSeguro=0

KLM faz promoção para várias cidades da Europa por R$1278 ida e volta

A KLM voltará a voar para o Rio de Janeiro a partir do dia 1º de novembro e para festejar lançou uma promoção de passagens da Cidade Maravilhosa para vários destinos na Europa, com preço único de US$ 799 (R$ 1.278). Trata-se de uma boa oportunidade para quem quer voar para o Velho Continente por uma excelente empresa pagando pouco.

Para aproveitar a tarifa promocional é preciso permanecer no mínimo sete dias e no máximo três meses na Europa. Os voos são válidos para o período de 1º de novembro a 31 de março de 2012, ou seja, incluem o período de natal, ano novo e férias de janeiro. A compra, porém, só está disponível até a próxima quinta-feira (30/06/2011). Em nossas pesquisas encontramos os preços anunciados pela empresa sem dificuldades.

A KLM fará três voos semanais entre o Rio de Janeiro e Amsterdã, onde será possível fazer conexão para dezenas de destinos na Europa e em outros continentes. Os voos serão feitos em aviões 777-200ER com capacidade para 318 passageiros em duas classes: a Executiva com 35 poltronas e a econômica com 283.

Confira os destinos e valores da promoção:

Rio de Janeiro – Amsterdam R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Paris R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Nice R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Londres R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Frankfurt R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Milão R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Veneza R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Madri R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Lisboa R$1278 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Copenhagen R$1357 (ida+volta)
Rio de Janeiro – Moscow R$1437 (ida+volta)

Mais informações no http://www.klm.com/travel/br_br/plan_and_book/special_offers/flight_offers/index.htm

fonte: http://www.melhoresdestinos.com.br/promo-klm-rio.html

Brasileiro gasta menos com cartão de crédito no Exterior

Os brasileiros estão reduzindo os gastos com cartões de crédito em viagem ao exterior, indicam dados divulgados hoje (27) pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel.

Em abril deste ano, essas despesas ficaram em US$ 1,179 bilhão e, em maio, caíram para US$ 909 milhões. Esses gastos representaram 60,7% das despesas totais com viagens internacionais em abril. Em maio, esse percentual caiu para 54,7%.
Na comparação entre abril deste ano e o mesmo período do ano passado, as despesas com cartões de crédito cresceram 53,8%. Em maio comparado com igual mês de 2010, a alta foi de 33,9%. “O brasileiro continua viajando, mas agora pagando mais em dinheiro do que com cartão de crédito”, disse Tulio Maciel.

O governo aumentou o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para as compras com cartão de crédito no exterior. O decreto, publicado no dia 28 de março no Diário Oficial da União, elevou de 2,38% para 6,38% o IOF sobre as compras com cartão de crédito no exterior. De acordo com Maciel, a regra passou a valer 30 dias depois da publicação da portaria e ideia era reduzir as despesas dos brasileiros com cartão de crédito.
De acordo com os dados divulgados hoje pelo BC, as despesas totais de brasileiros no Exterior chegaram a US$ 1,664 bilhão em maio, um resultado recorde da série histórica do BC, iniciada em 1947. Nos cinco meses do ano, esses gastos ficaram em US$ US$ 8,331 bilhões.

As receitas deixadas por estrangeiros em visita ao Brasil chegaram a US$ 543 milhões, em maio, e em US$ 2,881 bilhões, nos cinco meses do ano.

Os gastos de brasileiros maiores do que as receitas de estrangeiros levaram ao déficit de US$ 1,120 bilhão em maio, o maior resultado negativo para o período. De janeiro a maio, esse saldo negativo ficou em US$ 5,450 bilhão, também o maior déficit para os primeiros cinco meses do ano.

O BC aumentou a projeção para o déficit este ano na conta de viagens, que registra as despesas de brasileiros no Exterior e as receitas deixadas por estrangeiros no Brasil. A estimativa passou de US$ 12 bilhões para US$ 15 bilhões.

fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/mercado/brasileiro-gasta-menos-com-cartao-de-credito-no-exterior_69124.html

Empresa cria app para turista ligar para delegacias

O turista que estiver em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte passa a contar com um aplicativo para iPhones caso necessite encontrar uma delegacia de polícia, ou mesmo fazer um B.O. É o aplicativo móvel S.O.S. BO, criado pelo Bsmart Group.

O aplicativo permite também que o usuário realize chamadas telefônicas diretamente para a delegacia desejada, a partir do dispositivo “Click to Call”, adicionando os dados na agenda de contatos.

Outra facilidade proporcionada pelo S.O.S. B.O. é o acesso à Delegacia Eletrônica, que permite realizar Boletins de Ocorrências pela internet. O produto também oferece um tutorial sobre quais os tipos de ocorrência que podem ser registradas por esse meio eletrônico e como proceder.

Segundo Alexander Dannias, diretor do Bsmart Group, “o S.O.S B.O. tem como apelo facilitar o acesso aos serviços da segurança pública em grandes cidades, além de ser um facilitador para registro de ocorrências quando o usuário se envolve em uma emergência que necessita de um B.O.”, explica. “É um aplicativo extremamente útil e que pode tirar a pessoa de uma situação complicada, principalmente nos grandes centros urbanos, onde a localização da delegacia mais próxima é mais complicada”, complementa.

Atualmente o S.O.S. B.O está disponível para a Grande São Paulo (SP) http://migre.me/55Dax, Porto Alegre (RS) http://migre.me/55D7k e Belo Horizonte (MG) http://migre.me/55D9u, nas versões em inglês e português. Em breve também será anunciada a versão para Android.

fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/tecnologia/empresa-cria-app-para-turista-ligar-para-delegacias_69126.html

Aeroporto Internacional de Parnaíba (PI) recebeu destaque como o de menor movimento de todo país

Turistas estudantes e professores visitam os melhores lugares de Pedro II (PI)

São João da Parnaíba (PI) foi aberta com apresentações culturais

Aeroportos do país têm mais de 80 voos atrasados

Dos 627 voos programados em todos os aeroportos do país até as 8h desta segunda-feira (27), entre nacionais e internacionais, 81 deles haviam sofrido atraso. Segundo boletim da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), no total, 22 voos foram cancelados – 21 domésticos e um internacional.

O maior número de voos domésticos atrasados estava no Aeroporto Internacional de Guarulhos, com oito registros, número considerado normal para o horário. Em seguida vinha o aeroporto de Manaus (AM), com sete atrasos. Logo atrás vinham os aeroportos de Congonhas (SP) e Belém (PA), com cinco voos atrasados.

Em relação aos voos cancelados, o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, liderava com três cancelamentos, junto com Minas Gerais.

Funcionamento

Segundo a Infraero, os aeroportos de Guarulhos e Congonhas funcionavam com auxílio de instrumentos nesta manhã. Ambos estavam abertos para pousos e decolagens. Devido ao excesso de neblina, o aeroporto Campo de Marte permanecia fechado para pousos e decolagens. Em Minas Gerais, o aeroporto de Uberaba também permanece fechado.

fonte: r7.com

Cidades de Santa Catarina e Rio Grande do Sul têm neve

Na noite deste domingo (26), as temperaturas caíram na região Sul do Brasil e chegou a nevar em São Joaquim (SC) e Bom Jesus (RS), segundo informou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Na cidade catarinense, o fenômeno foi registrado às 21h. Perto das 22h, eram registrados -2,2º C. Já em Bom Jesus (RS), a neve caiu entre 19h e 20h, de acordo com o Inmet. A temperatura atualizada da cidade não foi informada.

Outras cidades da região Sul, embora não tivessem registrado neve, também apresentavam temperaturas negativas.Em São José dos Ausentes (RS), às 23h, os termômetros indicavam -1,3º C e, em Urubici (SC), no mesmo horário, a temperatura chegava a - 5,2º C.Segundo o Inmet, as temperaturas também estão muito baixas no sul Paraná e no Mato Grosso do Sul, e a previsão é de geada para esta madrugada.

Segundo o Inmet, a previsão é de que continue frio no Sul do país durante a semana. Para esta segunda-feira (27), deve gear em boa parte do Rio Grande do Sul, principalmente na Campanha e na Serra gaúcha. As temperaturas mínimas previstas chegam a -2ºC na região da Serra, com ventos moderados.

As temperaturas também devem ficar negativas na região da fronteira gaúcha com a Argentina, no norte do Estado, chegando também a -2ºC.

fonte: g1.com

“Rainha da chuva”: Mesmo com chuva público esquentou com Vanessa da Mata no Festival de Inverno de Pedro II (PI)

Um show rápido, mas inesquecível! Foi o que a cantora Vanessa da Mata apresentou neste sábado(26) na 8ª edição do Festival de Inverno de Pedro II. A artista mato-grossense disse ter se surpreendido com a empolgação do público, que cantou praticamente todas as músicas junto com ela.

“Sinceramente, eu não esperava essa recepção. Eu não conhecia as pessoas e achava que minhas músicas não eram conhecidas aqui, mas as pessoas cantaram, inclusive as do novo CD. Isso me surpreendeu muito. Adorei!”, destacou a cantora durante entrevista coletiva após o show.

Quando Vanessa da Mata subiu ao palco, já passava da meia-noite e cantou por cerca de uma hora e vinte. A primeira música foi “Amado”, que o público cantou junto com ela. A praça da Bonele também foi à loucura em: “Não me deixe só”, “Boa Sorte”, “Ainda bem” e “Vermelho”, dentre outras.

Uma garoa começou assim que Vanessa entrou no palco e os chuviscos foram aumentando à medida que o show ia passando. A apresentação foi encerrada debaixo de uma forte chuva e o público ficou até o final.

“Acho que estou virando a ‘Rainha da Chuva’. Toda vez que faço show em local aberto, chove. Em Curitiba-PR foi do mesmo jeito. Tivemos que parar o show. Quero fazer um no sertão, na seca, para ver se levo a chuva para lá também”, afirmou.

Sobre o Festival, Vanessa disse que é uma obrigação do governo de proporcionar eventos assim, levando cultura para o povo. “É bacana a iniciativa e tomara que cada vez mais cresça, cresça e se me chamarem estarei aqui todos os anos. Quem me dera se na minha terra, Mato Grosso, tivesse um festival desses”, finalizou.

Durante o show, a cantora quase não conversou com o público, que gritava o nome dela e cantava todas as músicas. No final, com pedidos de mais um, a cantora retornou e cantou seu sucesso “Vermelho” e puxou o carimbó “Sinhá Pureza”, do Pinduca. Quando juntava os músicos de sua banda para a despedida, mais uma vez a plateia gritou e mais uma música foi entoada pela simpática Vanessa da Mata.

fonte: http://www.cidadeverde.com/caravana25/caravana25_txt.php?id=34977

Azul pinta avião pelos 30 anos da ATR

A Azul estilizou um turboélice ATR 72-200 (foto acima, divulgação) com pintura especial em homenagem aos 30 anos da fabricante franco-italiana. A aeronave foi apresentada no 49º International Paris Air Show, em Le Bourget, na França, a maior e mais importante feira de aviação do mundo.

Com matrícula PR-AZY e nome de batismo Azzurro, o turboélice será o sétimo a ser incorporado na frota da Azul. A previsão é que esteja no Brasil na próxima semana e entre em operação a partir de julho.

A Azul iniciou as operações com os turboélices ATR 72-200 em março, quando passou a atender cidades como Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. Hoje, além destas, a companhia opera em Presidente Prudente, Araçatuba e Uberaba. Até agosto, passará a atender as cidades de Marília e Juiz de Fora.

HISTÓRIA

Fundada em 1981, a ATR está localizada em Toulouse, no Sul da França, e é a líder mundial no segmento de aeronaves de 50 a 70 lugares. Os dois modelos, o ATR 42 e o ATR 72, são operados por 165 empresas aéreas em 90 países.

As aeronaves somaram mais de 21 milhões de voos desde o início da companhia, precisamente há três décadas.

fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/azul-pinta-aviao-pelos-30-anos-da-atr-veja_69087.html

Rede Four Seasons abre hotel em Marrakesh (Marrocos)

Com 141 quartos e suítes em uma região de 16 hectares, o Four Seasons Hotel Marrakesh, no Marrocos, foi inaugurado neste mês pela rede de luxo canadense. "O Four Seasons Hotel Marrakech é um local com muito espaço para explorar muitas atividades", explica o gerente geral do empreendimento, Jean Claude Wietzel. Cada um dos espaçosos quartos e suítes têm uma varanda própria ou terraço para café da manhã ou jantar à luz de vela.

PARA FAMÍLIA E CASAIS

“Famílias e amigos que viajam juntos vão adorar a flexibilidade disponível no Four Seasons Hotel Marrakech”, promete o executivo do hotel. O empreendimento possui duas piscinas – uma só para adultos – e serviço especializado para crianças como de babá. No spa, por exemplo, há um pavilhão separado só para casais.

PROMOÇÃO

Na celebração da inauguração, o Four Seasons Hotel Marrakech oferece pacotes especiais para atrair turistas em uma “experiência que nunca vivenciaramu antes”, conclui Wietzel.

Acesse o site do hotel: http://www.fourseasons.com/marrakech/

fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/hotelaria/rede-four-seasons-abre-hotel-em-marrakesh-marrocos_69097.html

Quais as tendências em hotelaria e tecnologia?

Os profissionais brasileiros que participam da edição 2012 do projeto PMWeb Hit the Road deixaram Austin (TX), local onde aconteceu a primeira parte da programação, com muitas questões para refletir nos próximos meses. Depois da conferência da HSMAI - Hotel Sales and Marketing Association International e ainda da visita ao pavilhão da feira HITEC - de tecnologia para hotelaria, as principais pontos são:

- o universo de buscas e reservas através da internet demanda cada vez mais gestão

- os aplicativos para smart phones e ipads são uma realidade que precisa ser bem entendida

- redes hoteleiras cada vez mais ocuparão mais destaque nos sites de buscas

- microblogs e twitter vieram para ficar e impactarão cada vez mais na decisão de reserva de hotel

- os clientes/hóspedes são os mesmos, agora eles conversam entre si, cabe ao hotel monitorar e participar também

- ficar só lendo os comentários sem participar é perda de tempo

- está cada vez mais difícil criar relevância nas OTAs, é preciso focar em todos os demais canais, principalmente o canal direto (site do hotel)

- aprimorar a atuação junto às agências de viagens físicas, auxiliar no conteúdo de seus sites é obrigatório para manter qualidade de distribuição

- existem 500 sites de vendas coletivas nos EUA (no Brasil são mais de 1,5 mil) - este é um universo que precisa de monitoramente e entendimento

Já está programado para a volta ao Brasil um encontro dos "roaders" (nome dos participantes deste grupo) para novas avaliações do aprendizado.

fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/hotelaria/quais-as-tendencias-em-hotelaria-e-tecnologia-veja_69109.html

Ibis Belo Horizonte (MG) Savassi é aberto ao público

O Grupo Maio/Paranasa, em mais uma parceria de sucesso com a Rede Accor, inaugura, no dia 27 de junho, mais um empreendimento hoteleiro que promete ser sucesso de ocupação em Belo Horizonte (MG): o ibis Savassi. Estrategicamente localizado na Avenida do Contorno, esquina com Rua Pernambuco, em uma das regiões mais nobres da cidade, o hotel conta 208 apartamentos e vai gerar cerca de 45 empregos diretos e 270 indiretos.

“O ibis Savassi objetiva absorver o crescimento da demanda hoteleira na capital mineira, que vem se destacando cada vez mais no cenário nacional de turismo de negócios em função do crescimento da economia mineira e belo-horizontina, somado à atratividade da cidade para realização de feiras, congressos, reuniões e eventos esportivos do porte da Copa das Confederaçôes e da Copa do Mundo de 2014”, destaca Jânio Valeriano, Diretor de Desenvolvimento do Grupo Maio/Paranasa.

Fruto de um investimento de R$ 50 milhões, o hotel oferece apartamentos práticos e acolhedores, com TV de LCD, e garante o conforto que os hóspedes precisam para uma estadia agradável, pela melhor relação serviço-qualidade-preço da região.

O projeto do novo hotel é assinado pelo arquiteto Oscar Ferreira que, junto a sua equipe, é responsável por outros grandes projetos do grupo, como ibis Betim Contagem, ibis Liberdade, Site Afonso Pena, Formule 1 Bias Fortes e Site Belvedere. “A cada novo empreendimento, implementamos os mais atuais conceitos de conforto e sustentabilidade”, explica o arquiteto.

A expectativa dos empreendedores é de que o hotel acompanhe as altas taxas de ocupação características do ibis Liberdade, também desenvolvido pelo Grupo Maio/Paranasa, que opera com uma taxa de ocupação anual acima de 90%, desde sua abertura, em 2003.

Compromisso ambiental
As questões ambientais também são prioridade no ibis Savassi. O hotel conta com o reaproveitamento parcial de águas servidas, além de pré-aquecimento de água com painéis solares e reaproveitamento de calor do sistema de ar-condicionado. “O empreendimento foi construído dentro do novo padrão de qualidade mundial da Rede Ibis”, atesta Jânio.

Grupo Maio/Paranasa

O Grupo Maio/Paranasa, em uma parceria de mais de 13 anos com a Accor – líder mundial em operação hoteleira – trabalha para se tornar referência no desenvolvimento de empreendimentos hoteleiros de qualidade. O sucesso dos hotéis começa pela correta identificação de nichos mercadológicos, pela definição das marcas hoteleiras adequadas e pela competente operação dos hotéis a cargo da maior e melhor rede hoteleira do Brasil: a Hotelaria Accor.

O objetivo do Grupo tem sido o de desenvolver empreendimentos que possam proporcionar adequado retorno ao investimento dos parceiros investidores. São empreendimentos hoteleiros e não simplesmente imobiliários.

Responsável por uma mudança no conceito de hospedagem em Belo Horizonte, com o Mercure Vila da Serra, o Ibis Belo Horizonte Liberdade, o Ibis Betim Contagem e o Formule 1 Bias Fortes, a parceria com a Accor não pára de crescer. Atualmente, destacam-se o Ibis Savassi, que está sendo inaugurado; o Site Afonso Pena (constituído por um torre do Ibis e uma torre do Formule 1), a ser inaugurado no primeiro semestre de 2013, e o início da implantação do Site Belvedere (Hotel Pullman e Ibis Belvedere) ainda em 2011, com abertura para o primeiro semestre de 2014, todos em Belo Horizonte.

Ampliando os horizontes de tão bem-sucedida parceria destaca-se a construção do Ibis Itaboraí, no Rio de Janeiro, com abertura para o segundo semestre de 2012.

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/hotelaria/40865-ibis-belo-horizonte-mg-savassi-e-aberto-ao-publico.html

Sabre lança SocialConversion para reservas de hotéis nas mídias sociais

Aproveitando o crescente papel das mídias sociais, a Sabre Hospitality Solutions lançou SocialConversion, um conjunto abrangente de produtos, permitindo hotéis a maximizar sua presença em mídias sociais, divulgar a marca para novos viajantes, conectar com clientes e aumentar a receita através da distribuição em sites como o Facebook.

Segundo um recente relatório “eConsultancy”, mais de 40 por cento dos viajantes utilizam mídias sociais para pesquisar sobre as opções de viagens antes de uma compra, por isso uma forte presença nos canais de mídia social é parte importante de um bom plano de marketing do hotel.

A SocialConversion é a primeira solução de marketing a ser introduzida para a indústria da hospitalidade e foi projetada para permitir que os hotéis toquem novos segmentos de mercado, bem como construam uma comunidade dentro de sua base de clientes fiéis já existentes.

O conjunto de ofertas inclui uma série de novas formas de engajamento e interação através de mídias sociais:

• Um motor de reserva no Facebook totalmente integrado, com o layout do site do hotel, permitindo aos clientes não somente a pesquisa de disponibilidade mas também a exibição de quartos, tarifas e conclusão do processo de reserva, tudo dentro da estrutura do Facebook;

• Funcionalidade de compartilhamento de estadia, possibilitando aos hóspedes difundir a marca do hotel e compartilhar sua estadia em vários canais sociais simultaneamente;

• Capacidade de criar ofertas e promoções exclusivas para mídias sociais, para impulsionar e compartilhar no Facebook;

• Integração das mídias sociais no site do hotel, através da portabilidade do perfil social e plug-ins, permitindo aos visitantes pré-preencher formulários, interagir e compartilhar conteúdo, incluindo blogs, fotos e pacotes, utilizando sua conta do Facebook;

• Guias personalizadas para alavancar oportunidades de promoções cruzadas entre o site do hotel ou cadeia, e as plataformas de mídia social, conduzindo para o aumento de tráfego entre as localidades;

• Construção de rede e soluções de gerenciamento de campanha.

O norte-americano Arizona Grand Resort, administrado pelo Classic Hotels & Resorts, está entre os primeiros clientes da Sabre Hospitality Solutions a implementar a solução de reservas no Facebook. O resort rapidamente alcançou um retorno no investimento em 12:1 (ROI) após a implantação do novo motor de reserva em sua página do Facebook e continua observando o crescimento de reservas e uso entre os

"Nós vemos o cenário do marketing on-line em constante evolução. A equipe de especialistas do Sabre Hospitality Solutions demonstrou sua experiência em tecnologia inovadora, têm nos ajudado a alcançar os nossos objetivos e temos registrado resultados rápidos", disse Greg Waters, diretor de vendas e marketing do Arizona Grand Resort. "Estamos muito animados com os novos caminhos que nos permitem gerar receitas através de nosso próprio marketing, e planejamos nos unir à eles, já que são líderes na indústria na abertura deste novo segmento".

O SocialConversion foi projetado como um conjunto de ferramentas em complemento aos serviços existentes da Sabre Hospitality Solutions para mídias sociais e serviços de gestão de reputação online. Estes serviços são oferecidos por uma equipe de especialistas que fornecem gerenciamento de campanhas, construção de rede, estratégia online e outros apoios para aumentar a presença em mídias sociais e finalmente, gerar receitas.

"SocialConversion representa o comprometimento da equipe inovadora de e-marketing da Sabre Hospitality Solutions em oferecer aos nossos clientes a mais abrangente solução de otimização de mídias sociais disponíveis em nossa indústria", disse Paolo Torchio, vice-presidente, E-marketing e soluções de consultoria, para a Sabre Hospitality Solutions. "Nossos clientes têm expressado interesse em aprimorar o uso das mídias sociais e queremos começar a ver um retorno sobre o investimento. Esta suite de produtos foi projetada exatamente com isso em mente: ajudar nossos clientes a construir lealdade, tocar em novos segmentos de mercado e expandir seus negócios através de comunidades on-line".

fonte: http://www.jornaldeturismo.com.br/noticias/tecnologia/40866-sabre-lanca-socialconversion-para-reservas-de-hoteis-nas-midias-sociais.html

MTur lança campanha promocional do 6º Salão do Turismo

A campanha de divulgação do 6º Salão do Turismo, um dos maiores eventos do segmento com foco no público final, começará a ser veiculada na primeira semana de julho. O filmete, que estimula a aquisição de pacotes de viagem durante o evento, que vai de 13 a 17 de julho, foi apresentado na última terça-feira para a imprensa especializada, reunida em São Paulo.

Na campanha promocional, uma família passeia pelo supermercado e retira das prateleiras “pacotes” para as férias. Enquanto isso, um casal discute entre a compra de uma viagem para cidades históricas ou a aquisição de um pacote para fazer um cruzeiro marítimo. No fim, decide levar os dois.

Pacotes para os vários destinos turísticos do país poderão ser adquiridos na área de comercialização do Salão do Turismo. No local, estarão reunidas operadoras de turismo, agências de viagem e empresas aéreas com ofertas diversificadas e acessíveis a todos.

fonte: http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=4063918725723433193

Buenos Aires recebe 4ª edição da BNT Argentina em 28 de setembro

Já começaram os preparativos para a 4ª edição da BNT Argentina, evento em formato de rodada de negócios, será realizado no dia 28 de setembro, em Buenos Aires, no Tribeca Hoteles, à Rua Bartolome Mitre, 1.265, e reunirá 400 agentes de viagens e imprensa especializada daquele país para conhecer as novidades em produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros. Participarão cerca de 70 empresas e destinos e 20 das principais operadoras da Argentina que vendem o Brasil para manterem contatos comerciais e realizarem negócios turísticos.

"Através da rodada de negócios, expositores do Brasil e operadores de Argentina poderão apresentar diferenciais e novidades nos pacotes turísticos aos seus clientes, os agentes de viagens da Argentina que estarão procurando novos negócios já para a temporada de verão 2011/2012", afirmam os organizadores Geninho Goes e Jair Pasquini.

Em 2010 o evento foi realizado Córdoba e reuniu mais de 360 agentes de viagens e 18 operadoras do país.

Neste ano a BNT Argentina acontecerá das 13h às 19h e, ao longo do dia, haverá outras atrações, como sorteios de premiações, coquetel e palestras de capacitação aos profissionais de turismo, mais oportunidades para fortalecer o intercâmbio entre os países. Empresas e destinos turísticos brasileiros que desejarem expor no evento, com mesa de negócios, têm facilidades se efetuarem a reserva com antecedência. Neste mês, eles podem fazer o parcelamento em até quatro vezes sem juros. Além da mesa, os expositores podem ainda optar pelas cotas de participação especial para destacar a marca no evento, em materiais promocionais aos participantes e em anúncios dirigidos.

Para reservar o espaço, os contatos podem ser feitos pelos telefones: (47) 3367-1119/3367-9960 ou através do site: www.bntmercosul.com.br

fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/script/FdgDestaqueTemplate.asp?pStrResolucao=1024&pStrLink=3,27,0,73817&IndSeguro=0

Azul tem passagens por R$9 para o Rio e para São Paulo

A Azul está com passagens a R$9 para voos do Rio para São Paulo(Campinas) e para voos no sentido inverso, mas é apenas para o dia 28 de junho. A empresa colocou essas tarifas no fim da tarde de ontem, como era apenas esse trecho e data achamos que era melhor nem postar. Mas dois leitores já nos mandaram a dica e por isso estamos postando. Pode ser útil pra você.

Tem ida por R$9 e tem volta por R$9, você pode comprar só ida e ida e volta nos dois casos cada passagem sai pro apenas R$9.

Lembro do código promocional UNI10 e ganhe mais 10% de desconto.

fonte: http://www.melhoresdestinos.com.br/voe-azul.html

Um show de luzes da natureza

<a href='http://video.msn.com?vid=1b381f70-30a8-6431-92d7-792a8d69453d&mkt=pt-br&src=FLPl:embed::uuids' target='_new' title='Um Show De Luzes Da Natureza' >Vídeo: Um Show De Luzes Da Natureza</a>

domingo, 26 de junho de 2011

Conheça os Santos Casamenteiros nas cidades de Barbalha (CE) e Altos (PI) que foram destaques no Globo Repórter

O principal ingrediente são pedaços do mastro da bandeira de Santo Antônio. O chá deve ser tomado em gotas durante 13 dias e dosado com 13 gotinhas.

Conheça a Dança do Cavalo Piancó de Amarante (PI) que foi destaque no Globo Repórter

A dança nasceu às margens do Rio Canindé, em Amarante, onde os agricultores costumavam plantar para aproveitar a terra fértil. Os passos repetem o trote desajeitado de um cavalo manco.

Equipe do Fantástico grava em Pedro II (PI) novo quadro com Dadá Coelho

Uma equipe de reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, está na cidade de Pedro II gravando cenas do que seria o novo quadro do programa. ‘Viajando com a Dadá’ deve viajar o Brasil com a humorista piauiense Dadá Coelho mostrando várias cidades turísticas. Em Pedro II o cenário é o açude na entrada da cidade e o portal, logo ao lado.






fonte: http://180graus.com/festival-de-inverno/equipe-do-fantastico-grava-em-pedro-ii-novo-quadro-com-dada-coelho-436668.html

ESPECIAL: Fernando de Noronha, com belezas que apagam seus problemas

O paraíso às avessas. Em texturas, retratos e flagrantes que se distanciam dos dias ensolarados, do azul cristalino do oceano, da beleza exuberante de uma Fernando de Noronha que o mundo acostumou-se a enxergar ou a imaginar. Aqui o cartão-postal emoldura uma outra ilha: a República de Noronha. O turista vai e não vê. Ninguém vê. Ninguém sabe dos meninos de pés de plásticos que desafiam a lama para chegar à escola, num ritual tão humilhante quanto cotidiano. O pacote turístico não prevê visitas ao Carandiru, como é chamado o prédio público ocupado por famílias que vivem espremidas em quartinhos, disputando varal e banheiro coletivos. Tampouco passeia pela favela de iglus, que se esconde no quintal do Projeto Tamar. Este, sim, visitado e festejado. Coisa de Primeiro Mundo. Mas quem se arrisca a olhar por trás das maquetes de tartarugas gigantes que enfeitam o local vai descobrir moradores vivendo em casas de zinco, com ratos, mosquitos e paredes que dão choque quando chove.

Foi do exercício incômodo de olhar para muito além do alumbramento que emergiram as imagens deste especial. Nessa outra ilha, aqui desvendada, o dinheiro público destinado à escola é desperdiçado em equipamentos que envelhecem em caixas fechadas; professor morto figura em lista para receber gratificação; salas de hospital viram depósitos; médicos dão diagnósticos errados; livros se estragam para beneficiar interesses privados. As leis na República de Noronha se ajustam às conveniências políticas. São códigos próprios. Estabelecidos em função de práticas nem sempre republicanas. O que é proibido a muitos vira autorização para poucos. Pelo ato milagroso de uma simples canetada.

O que se viu e ouviu quebra o silêncio. Escancara o absurdo. A reportagem espia lá dentro. Entra nas casas, na escola, no hospital, na usina de lixo. E em todos esses lugares descobre flagrantes de irregularidades, má gestão, descaso, abandono, tráfico de influência e desrespeito ambiental. Ao mudar o foco, a paisagem se desloca de lugar. Deixa de ser as praias deslumbrantes, os simpáticos golfinhos, os morros e picos, o fundo do mar. Passa ser a gente da ilha. Não a que passa, tira fotos, gasta milhares de reais, se encanta e vai embora. Mas a que dorme e acorda, com suas crianças e adultos vivendo amontoados por não ter onde morar. É gente que não pode, mas precisa pagar, no mercado negro, R$ 60 mil por uma folha de papel apenas para ter o direito de comprar um carro ou uma moto (o preço do carro e da moto é por fora). Ou que espera meses, anos até, por uma autorização para consertar o telhado de casa ou comprar um vaso sanitário.

Pela primeira vez na imprensa nacional, a ilha paradisíaca fincada no meio do Atlântico ganha as páginas de um jornal para ser descrita e esmiuçada de uma outra forma. Sob uma nova e desconcertante perspectiva. É o antipostal, com as margens pretas, em vez de brancas. Contar o outro lado dessa história trouxe revelações surpreendentes. No esforço de dar voz a quem nunca ousou falar, descobriu-se uma Noronha que respira uma liberdade velada, inimaginável nos atuais dias de democracia brasileira. Uma falta de liberdade que lembra o ar vigiado de uma outra ilha, no Caribe, a ilha do ditador Fidel Castro. Realidades diferentes, mas com similitudes no sentimento de quem vive como se tivesse a alma aprisionada.

Não se descobre a Cuba que Noronha esconde no primeiro momento. No imediato contato. Ela vai se impregnando aos poucos, se revelando em pequenos gestos e preciosos detalhes. Quanto mais se conhece essa outra Noronha, mais parecida com Cuba ela vai ficando. E nada é mais Cuba em Noronha do que a impossibilidade da livre expressão. Não de uma forma escancarada, com sanções publicadas em diário oficial e tanques nas ruas, como ocorre nas ditaduras personificadas por generais autoritários. O regime aqui é outro. A opressão é disfarçada. Acontece da porta de casa para dentro. Justamente por ser camuflada torna-se ainda mais difícil de ser combatida. Não se derruba o que não se vê. Apenas se sente.

É de sentimentos, abafados e escondidos, que é feita esta reportagem. A coragem de trazê-los à tona por moradores cansados de um isolamento geográfico, político e cultural lançou interrogações intrigantes no ar. Como uma ilha com apenas quatro mil habitantes e 17 quilômetros quadrados convive com tantas mazelas sociais e vícios de gestão pública típicos de grandes metrópoles ou de sertões esquecidos? E por que esse outro arquipélago, até então sinônimo de paraíso, demorou tanto para ser descoberto? Nas páginas deste especial, Fernando de Noronha como nunca se viu. Como sequer se supunha existir.

A FAVELA DE ZINCO

Favela em Fernando de Noronha tem nome de presídio. Chama-se Carandiru. É um prédio público, escondido no fim de uma rua enlamaçada e ocupado por famílias que não têm onde morar. São nove adultos e sete crianças disputando o mesmo banheiro, o mesmo varal. Brigando por eles até. Pai, mãe e filhos espremidos em quartinhos sem nenhuma privacidade. Quando chove, tem que colocar prego no forro, porque senão o teto cai na cabeça das crianças. Já ocorreu outras vezes. Toda noite, o medo é que aconteça de novo.

Favela em Fernando de Noronha não é de taipa. É de zinco. O lugar mais parece um ferro-velho, com casas de metal retorcido e queimado. São os iglus. Herança dos soldados americanos. Do tempo da Segunda Guerra Mundial. Lá também ninguém dorme quando chove. É que as paredes dão choque. Vez ou outra um iglu pega fogo. A última vez foi no Carnaval deste ano. Quando viram, o ferro já tinha sido devorado pelas chamas. O local é condenado pelo Corpo de Bombeiros e pela Vigilância Sanitária. Lá vivem 11 pessoas que não têm para onde ir. Por causa dos riscos, a qualquer hora elas temem que uma medida judicial mande o trator colocar tudo abaixo. Até lá, esperam por uma casa de tijolo que nunca chega.

“A gente vai falar com o administrador e ele enrola: ‘Daqui a um mês eu dou a resposta’. Isso é o que ele diz para todo mundo. Mas eu não posso mais esperar. Quem vai responder pela minha morte, do meu neto, do meu filho? Eu vivo aguardando o choque fatal”, desabafa Maria das Graças Caldas, que há seis anos vive na favela de zinco. Nascida em Noronha, ela ganha a vida como guia turística. E se envergonha do lugar ondemora. “Quando os turistas insistem em me deixar em casa, eles se assustam com o que veem. Ficam surpresos que exista favela em Fernando de Noronha. Não me orgulho de trazê-los aqui. Mas não posso viver como fantasma.”

Descobrir as favelas que se escondem no paraíso exige esticar o olhar para além da paisagem. Os iglus condenados ficam por trás do Projeto Tamar, que monitora espécies de tartarugas marinhas ameaçadas de extinção. Dia e noite dezenas de turistas visitam o local para assistir a palestras, comprar suvenires, ver e admirar a Noronha ecologicamente correta que cuida e preserva a natureza. Saem de lá encantados, sem saber que no quintal das famosas tartarugas dona Graça passa a noite acordada com ratos dentro de casa e medo de choque elétrico.

O Carandiru é ainda mais invisível. Só passa pela rua de lama, na Vila do Trinta, onde as famílias se amontoam no prédio invadido, quem vive o dia a dia da ilha. E como é viver num lugar com nome de presídio? Quem responde é Airon Pereira, 28 anos, nascido no arquipélago. “Eu nunca fui preso, mas é um sentimento muito ruim. Pesa na gente. Tento não lembrar desse nome, já que não tenho outra saída”, resigna-se. Ouvir a sua história é acompanhar como a ilha dos ilhéus, de muitos anos atrás, foi se transformando na ilha dos turistas, dos dias de hoje. “As casas onde antes a gente comia e tomava banho viraram quartos de aluguel, pousadas. As famílias vivem espremidas num quartinho no quintal porque a casa foi adaptada para virar hospedaria”, diz.

A fala de Airon sintetiza uma parte da realidade da ilha na questão habitacional. Como o custo de vida em Fernando de Noronha é altíssimo, só ganha dinheiro quem trabalha com turismo. E, para muitos moradores, a única forma de fazer dinheiro é abrindo mão da própria casa para transformar em quartos para turistas. O problema é ainda mais grave porque as famílias se reproduzem, os filhos crescem, casam, separam e não há para onde ir. Ficam todos espremidos no mesmo quartinho nos fundos de casa.

A outra ponta do problema é mais complexa. Diz respeito aos que nem sequer têm casa ou um terreno para morar. Um quartinho em Fernando de Noronha chega a custar R$ 1.000, o aluguel. Para quem ganha R$ 1.200 de salário, como Airon, só resta o Carandiru. Existe hoje uma lista com mais de 300 moradores em Fernando de Noronha esperando casas do governo. Airon diz que tem vergonha de ir na administração e mostrar seu rosto lá. Porque toda vez que ele vai escuta a mesma coisa: “Você é só mais um morador que passa pelo mesmo problema”. Ele é só mais um sem-teto na ilha paradisíaca.

fonte: http://www2.uol.com.br/JC/especial/noronha/arepublicadenoronha.html

Turistas dizem que falta orientação em bondinho da Lapa

Um turista francês morreu, nesta sexta-feira, ao cair do bondinho de Santa Teresa, no centro do Rio. Ele teria se desequilibrado, ao tentar tirar uma foto

Alunos da UESPI apresentam trabalhos no IX Seminário Tradições Brasileiras

Aconteceu no dia 22, o encerramento do IX Seminário Tradições Brasileiras: Práticas, Ritmos e Mandingas na Cultura Piauiense, que estava sendo realizado desde a segunda-feira (20) no Campus Clóvis Moura da Universidade Estadual do Piauí-UESPI.Durante a tarde, os alunos da Instituição apresentarão as seguintes comunicações: A Umbanda no Piauí: Da chegada à difusão (Século XX – XXI) de Ariany Maria Farias de Souza; Um Terço de Encanto – Rezas e Benditos de Adolfo Severo de Souza Júnior; O Resgate da Memória Coletiva na Obra “Passarela de Marmotas” de Fontes Ibiapina de Misael Rodrigues de Sousa.

Depois das comunicações foi oferecido um coquetel para todos os participantes do seminário e, para o encerramento, o grupo de Balé Folclórico do Estado de Alagoas fez uma apresentação.Esta edição do IX Seminário Tradições Brasileiras, promovido pela UESPI em parceria com a FUNDAC, contou com a presença de 220 inscritos para participarem das palestras e 50 participantes na vivência realizada pelo mestre de capoeira e professor da UESPI, Robson Silva (Bobby).

“Tivemos uma participação de praticamente cem por cento dos inscritos, e o que mais foi significante nesse ano foi a participação de alunos do curso de matemática, além dos demais cursos como pedagogia, letras, história e outros” acrescenta o responsável pela Divisão de Programas Sócio-Culturais da pró-reitoria de Extensão, Oscar Carvalho.

fonte: http://www.180graus.com/geral/alunos-da-uespi-apresentam-trabalhos-no-ix-seminario-tradicoes-brasileiras-436466.html

Deu na Folha: No Piauí, Aeroporto internacional vive às moscas

Enquanto aeroportos de capitais estão superlotados, há terminais com status de "internacional" no interior do país que estão às moscas. Os aeroportos de Parnaíba (PI), Bagé (RS), Ponta Porã (MS) e Uruguaiana (RS) são um exemplo da dificuldade de expansão da aviação regional em pontos mais distantes de grandes centros.

Na lista dos 66 aeroportos da Infraero, os quatro terminais são os que têm menos movimento, juntos, média de 27 pessoas por dia neste ano, embora com status de "internacional" e investimentos totais de R$ 33,2 milhões nos últimos anos.
Das quatro cidades, apenas Uruguaiana tem uma empresa comercial em operação. Nos outros três casos, só aviões particulares ou táxis aéreos usaram as pistas.
Governos locais afirmam que há demanda para impulsionar a aviação comercial. No entanto, sem citar cidades, empresas regionais como a Trip dizem que a expansão da malha esbarra em problemas de infraestrutura.

fonte: http://180graus.com/geral/deu-na-folha-no-piaui-aeroporto-internacional-vive-as-moscas-veja-436621.html